X hits on this document

Word document

MATURIDADE EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS E DESEMPENHO DOS - page 6 / 24

69 views

0 shares

0 downloads

0 comments

6 / 24

Relatórios de Pesquisa em Engenharia de Produção V. 7 n. 07

“os modelos de maturidade provêem uma estrutura para avaliação que permite a uma organização comparar suas entregas de projetos com as melhores práticas ou contra seus concorrentes, enfim, definindo uma rota estruturada para o melhoramento” (p. 5)

Os autores esclarecem que os dados da avaliação (processo de benchmarking) proporcionados pelo emprego dos modelos podem ajudar as organizações a orientar a seleção das mais efetivas iniciativas em gerenciamento de projetos. A aplicação dos modelos de maturidade em gerenciamento de projetos pode se dar no nível de setor, organização ou departamento de uma organização. Por exemplo, os departamentos de informática e engenharia de uma organização podem possuir níveis de maturidade diferentes.   

Para fins do estudo, o critério para apresentação dos modelos de maturidade em gerenciamento de projetos é a ordem cronológica de publicação dos modelos na literatura mostrando a evolução estrutural e conceitual dos modelos. Os modelos presentes no estudo são: Fincher – Levin, Project Excellence, Project Management Maturity Model (PMMM), Project Management Process Maturity Model (PM)2, Project Management Maturity Model (ProMMM) e Organizational Project Management Maturity Model (OPM3).

O modelo de maturidade proposto por Fincher & Levin (1997) é baseado no modelo de capacidade de gerenciamento de processos de software (CMM) e também apresenta cinco níveis. Na diversidade de modelos existente, este foi um dos primeiros adaptados ao gerenciamento de projetos.

O modelo de maturidade (PM)2  proposto por Kwak & Ibbs (2002) visa entender e mensurar o nível de sofisticação de uma organização no que se refere ao gerenciamento de projetos. O modelo é dividido em cinco níveis, sendo que cada nível é retratado em termos de processos chaves do gerenciamento de projetos, principais características organizacionais e áreas chaves de enfoque.

Este modelo baseia-se no corpo do conhecimento em gerenciamento de projetos preconizado pelo PMI  (PMI, 2000) e integra as nove áreas de conhecimentoi com os cinco grupos de processosii de gerenciamento de projetos.    

O modelo de maturidade de Kerzner (2003) descrito como PMMM (Project Management Maturity Model) possui cinco níveis e é possível a sobreposição de níveis, contanto que a ordem de término dos níveis não se altere. Por exemplo, os níveis 1 e 2 podem ter alguma sobreposição, porém necessariamente o nível 1 tem que terminar antes do nível 2. A sobreposição de níveis é uma atividade arriscada, logo, sua magnitude depende da tolerância da organização a estes riscos. Kerzner informa que é improvável que os níveis 2 e

1ª Versão Recebida em 06/12/06 - Publicado em 23/10/07

Document info
Document views69
Page views69
Page last viewedWed Dec 07 15:19:51 UTC 2016
Pages24
Paragraphs322
Words8235

Comments