X hits on this document

PDF document

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO - page 21 / 48

120 views

0 shares

0 downloads

0 comments

21 / 48

20

2002, p. 55). O custeio variável está relacionado com a utilização dos custos para tomadas de decisão de curto prazo, onde os custos fixos não têm relevância e os variáveis sim (BORNIA, 2002).

“Vale lembrar que os métodos estão contidos nos princípios e estes formam um sistema de custos, que devem estar adaptados harmonicamente ao sistema de gestão” (MORGADO, 2003, p. 71).

2.1.3.2 Métodos de custeio

Os primeiros métodos de gerenciamento de custos apareceram no século passado nos Estados Unidos, nas indústrias têxteis, nas de manufaturas de aço e de ferro, e nas empresas de transporte ferroviário.

Os métodos de custeio mais conhecidos ou utilizados atualmente são os seguintes: Absorção (e suas variações), ABC – Custeio Baseado em Atividades, Variável ou direto (marginal) e UEP – Unidade de Esforço de Produção (WERNKE,

  • 2005)

    . Bornia (2002), acrescenta ainda aos métodos de custeio citados por Wernke,

    • o

      método do custo-padrão e o método dos centros de custos.

2.1.3.2.1 Custo padrão

De acordo com Bornia (2002), o objetivo do custo padrão é definir ou estabelecer um padrão de comportamento dos custos fixando assim os montantes, permitindo que ao final do período se faça a comparação com os custos realmente ocorridos.

  • O

    método do custo padrão consiste em (BORNIA, 2002, p. 89):

    • A)

      fixar um custo padrão, que servirá de referência para a análise dos custos;

    • b)

      determinar o custo realmente incorrido;

    • c)

      levantar a variação (desvio) ocorrida entre o padrão e o real;

    • d)

      analisar a variação, a fim de auxiliar na procura das causas (motivos) que

levaram aos desvios.

Document info
Document views120
Page views120
Page last viewedSun Dec 04 14:24:00 UTC 2016
Pages48
Paragraphs1002
Words10052

Comments