X hits on this document

Word document

A inserção social dos homossexuais nos padrões de consumo - page 12 / 18

42 views

0 shares

0 downloads

0 comments

12 / 18

de Janeiro e São Paulo. (BORGES E LIMA, 1999)

Em 2002, o site gay Mix Brasil, realizou uma pesquisa, via internet, que confirmou o que já era sabido no resto do mundo, o forte poder de compra dos homossexuais brasileiros, apesar de ser menor que o consumo gay americano.

No ano de 1962, a empresa Antártica patrocinava, oficialmente, bailes gays, como o Baile dos Enxutos. (GREEN, 1999).

Nos anos 70 o perfume Rastro e o creme de leite Nestlé veicularam propagandas, com o objetivo de atingir o público gay. Em 1994 a Folha de São Paulo, na televisão, criou o anúncio “Namorados”, dirigido ao público gay. A Revista Folha publica, semanalmente, duas páginas dirigidas a esse público.   

Em 1996, a empresa Duloren também fez publicidade de seus produtos com a finalidade de atingir essa parcela da sociedade. Também nesse ano, a Johnson & Johnson, publicou um anúncio das camisinhas Jontex com o tema “Pai & Filho”, direcionado ao público homossexual. A MTV brasileira é uma das pioneiras em dedicar programas a esse público, em 2001 e 2002, o programa ‘Fica Comigo’ - uma espécie de ‘Namoro na TV’- dedicou edições a participantes gays e lésbicas.

Em 2002, o Ministério da Saúde publicou o anúncio “Namorado”, direcionado a esse público e combatendo a AIDS. Outras empresas, como, por exemplo, a Bombril, Brastemp, Fininvest e Rider, apresentaram seus anúncios com personagens efeminados com humor e ironia, mas essas propagandas foram criticadas pelos movimentos homossexuais. Temos, também, como exemplo o conhaque Dreher e o molho de tomate Salsaretti que fizeram propagandas nesse sentido (DANTAS, 1997).

Outras empresas também já anunciaram em revistas gays como a Ellus, Emmi-Odeon, South African Airways e a Polygram (na “Sui Generis”), DirecTV,

Document info
Document views42
Page views42
Page last viewedMon Dec 05 13:26:45 UTC 2016
Pages18
Paragraphs112
Words4496

Comments