X hits on this document

Word document

A inserção social dos homossexuais nos padrões de consumo - page 8 / 18

52 views

0 shares

0 downloads

0 comments

8 / 18

mais escolarizados do que a população geral.      

Outra pesquisa importante foi feita em 2002 e intitulada “Gay/Lesbian Consumer Online Census”, realizada pelo “GLGensus Partners”, sendo considerado o estudo de maior abrangência até o momento, uma vez que incluiu 9.000 participantes. Apesar de receber crítica por ter sido realizada exclusivamente pela internet, reiterou as pesquisas anteriores no que se refere ao alto poder de compra do gay.  

Existem mais de 1200 empresas ligadas ao turismo gay, todas registradas na IGLTA, criada em 1983, que segundos dados, os homossexuais gastam mais de U$$ 2 bilhões em turismo anualmente. (COSTA, 2002). Além disso, existem mais de 150 jornais e revistas (as de maior circulação são a The Advocate e a Out) gay nos EUA.

Vale dizer que o primeiro produto a ter um anúncio dirigido ao público gay  foi o veiculado na revista ONE, em 1954 e os produtos foram roupas íntimas bordadas com pedrinhas coloridas (NUNAN, 2003, p. 174).   

Dentre as empresas, as primeiras a anunciar nesse setor foi as de bebidas, desde a década de 80. A “vodca Absolut”, por exemplo, anuncia desde 1979; as segundas foram as de remédios, especialmente os coquetéis Anti-HIV (NUNAN, 2003, p. 171).   

Nos EUA existem mais de 175 livrarias gays e mais de 500 livrarias tradicionais com seções para homossexuais (LUKENBILL, 1999).

Em 2002, a empresa fabricante de automóveis JAGUAR lançou campanha direcionada ao público gay nos EUA, uma vez que essa parcela do mercado consumidor teve um poder de compra de US$ 450 bilhões naquele ano, dados esses baseados em pesquisas de marketing, segundo o site

Document info
Document views52
Page views52
Page last viewedSun Dec 11 08:49:18 UTC 2016
Pages18
Paragraphs112
Words4496

Comments