X hits on this document

130 views

0 shares

0 downloads

0 comments

8 / 35

Introdução à Ergonomia Página 8 Prof. Mario Cesar Vidal

humana em termos de esforço, pensamento, relacionamento e dedicação (Jastrze- bowski, 1857).

KARWOWSKY (1991), assim descreve o texto pioneiro:

A partir de que Wojciech Jastrzebowski da Polônia (1857) definiu ergonomia jun- tando dois termos gregos ergon= trabalho e nomos= leis naturais, os pesquisadores têm procurado estabelecer as leis fundamentais baseadas nas quais este disciplina em desenvolvimento pode ser classificada como uma ciência6. O conceito de Jastrzebowski para esta proposta trata da maneira de mobilizar quatro aspectos da natureza anímica, quais seriam a natureza físico-motora, a natureza estético- sensorial, a natureza mental-intelectual e a natureza espiritual-moral. Esta ciência do trabalho portanto significava a ciência do esforço, jogo, pensamento e devoção. Uma das idéias básicas de Jastrzebowski é a proposição chave de que estes atributos humanos deflacionam-se e declinam devido a seu uso excessivo ou insuficiente.

2.2

Ergonomia no período clássico

Na antigüidade aparecem algumas referências como as alusões às deformações posturais apontadas por Plaute. Neste mesmo período, anotam-se trabalhos no campo da toxicologia e da patologia do trabalho, abordando particularmente riscos físicos como os impactos do temperatura e da umidade (Villeneuve, Idade Média; Coulomb e Lavoisier, séc. XVIII), riscos ergonômicos como a adoção de posturas inadequadas (Villeneuve, Idade Média,). Entretanto, é no período dito moderno onde mais elementos podem ser aludidos dada a existência de fontes históricas mais consistentes como os estudos de manuseio inadequado de cargas (Vauban e Bélidor, séc XVII), riscos químicos como inalação de vapores e poeiras (Fourcroy, séc XVIII). Existem, tam- bém, registros de estudos de biomecânica e antropometria (Leonardo Da Vinci), trabalhos de higiene industrial, basicamente sobre ventilação e iluminamentos dos locais (Désargulires, Hales e Camus, séc XVI; D’Arret, séc. XIX) e de medicina do trabalho, tanto num âmbito específico de afecções profissionais (Ramazzini e Tissot, séc XVIII), como na epidemiologia (Villermé e Patissier, séc. XIX). Este último século é também a origem da higiene do trabalho (D’Arret, re- gras de higiene nas fábricas; Patissier, mentor do movimento para criação da inspeção do traba- lho na França).

Importante menções cabem ser feitas ao período que circundou a chamada Revolução In- dustrial, que não pode ser limitada a avanços nos processos técnicos mas a toda uma evolução das formas de divisão do trabalho e das formas de interação entre pessoas e equipamentos técni- cos. A passagem do putting-out system para as manufaturas engendrou a criação de postos de trabalho que rapidamente se diferenciaram das instalações da produção doméstica. Em seguida a instrumentação de energia possibilitada pelo sucesso da Spinning Jenny de James Watt cria no- vas possibilidades. Mais adiante as propostas de Adam Smith significaram postos e métodos de trabalho distintos de seus antecessores. E é nesse bojo que aparece a proposição de Wojciech Jastrzebowski, autor da primeira definição de ergonomia.

2.3

Ergonomia na primeira metade do século

A virada do século XIX para o século XX caracterizou-se pela passagem dos fisiologistas aos engenheiros como os principais agentes ergonômicos. Já no início do século a proposta de F.W. Taylor não se limitava a um novo projeto organizacional. Seu estudo sobre as pás - de ca- pacidade maior para o manuseio do carvão, material mais leve, e de menor capacidade para o minério, material mais pesado e, sem sombra de dúvida um dos primeiros trabalhos empíricos de

6

A discussão sobre ergonomia como ciência, tecnologia ou arte é profunda e a esse teor vale conferir o debate animado por DANIELLOU (1996): A ergonomia em busca de seus princípios, Ed. Octares, França.

GENTE - Grupo de Ergonomia e Novas Tecnologias CESERG - Curso de Especialização Superior em Ergonomia.

Document info
Document views130
Page views130
Page last viewedSat Dec 10 00:41:38 UTC 2016
Pages35
Paragraphs708
Words18686

Comments