X hits on this document

261 views

0 shares

1 downloads

0 comments

15 / 87

2. Superação de Barreiras Atitudinais

Tendo em vista que não basta adequar e tornar os espaços acessíveis sem eliminar os estigmas e preconceitos, o Programa realiza palestras, treinamentos e campanhas em busca da sensibilização dos usuários de seus campi.

3. Superação de Barreiras Pedagógicas

Combate às dificuldades de ingresso e permanência na Universidade, por meio de um vestibular mais acessível, adequação de materiais didáticos, discussão de posturas pedagógicas e orientação à comunidade.

4. Normas e Diretrizes

Sistematização e padronização de critérios e procedimentos de acessibilidade físico-ambiental e pedagógica dos campi. 

5. Comunicação e Pesquisa

Realiza, concentra, analisa e difunde iniciativas de pesquisa acadêmica entrelaçadas às demais áreas do Programa e, a partir dos preceitos da comunicação inclusiva e da acessibilidade da informação, visa difundir conhecimento e acontecimentos ligados ao âmbito da deficiência.

FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA A INCLUSÃO

O uso de novas tecnologias na educação, o que já foi considerado negativo, é hoje considerado um direito dos estudantes (BUCKINGHAM 2000). Também são relevantes os benefícios das novas tecnologias no atendimento de necessidades especiais (VALENTE 1991). Entre os trabalhos de sensibilização do USP Legal está o manual “Orientação aos docentes sobre alunos com deficiência” (USP LEGAL 2005), que busca sensibilizar o corpo docente sobre as barreiras pedagógicas no

uso de novas tecnologias por alunos com deficiência, recomendando-se a permissão da gravação das aulas, uso de computadores portáteis, leitores de tela e outros dispositivos por parte desses alunos, visando tornar acessível, por exemplo, a informação transmitida em sala de aula e disponível na bibliografia dos cursos.

Outra iniciativa é o Braille Virtual (www.braillevirtual.fe.usp.br), um curso on-line aberto, público e gratuito, destinado à difusão, desmistificação e ensino do sistema Braile a pessoas que vêem. É orientado especialmente a professores e funcionários de escolas inclusivas, assim como pais e crianças, e visa diminuir a dificuldade da comunicação escrita da pessoa cega com as demais à sua volta, que desconhecem o sistema Braile.

ACESSIBILIDADE DIGITAL

O Website do USP Legal

Document info
Document views261
Page views266
Page last viewedSun Dec 11 12:36:19 UTC 2016
Pages87
Paragraphs823
Words17299

Comments