X hits on this document

235 views

0 shares

0 downloads

0 comments

64 / 94

GUIA DE ESTUDOS PARA O CONCURSO DE ADMISSÃO À CARREIRA DE DIPLOMATA

quiçá elevação dos níveis de emissão de poluentes dos países não-signatários, o que, em se tratando de uma economia vigorosa como a norte-americana, poderá ter conseqüências graves para o clima global.

Questão 4

Comente a observação de Friedrich Ratzel de que “as ilhas se caracterizam em geral por uma grande homogeneidade étnica e de civilização de seus habitantes. Ao contrário, um território muito aberto favorece a miscigenação e o cruzamento dos povos”.

Luciana Serrão Sampaio (20/20)

Ratzel, geógrafo do século XIX, foi muito influenciado na produção de sua teoria geográfica pelo contexto nacional em que vivia. Assim, antes de considerar a afirmação sobre a homogeneidade étnica e cultural das ilhas e a miscigenação do continente, deve-se analisar a teria que o teórico produziu.

Ratzel foi contemporâneo do processo de unificação alemã. Viveu não apenas o processo de consolidação do Estado alemão, mas também a industrialização do país. O carvão, recurso essencial para a industrialização como fonte de energia, deu ensejo ao expansionismo alemão no continente europeu.

É comum a associação da teoria do espaço vital, concebida por Ratzel, com o expansionismo alemão. Diz-se até mesmo que essa teoria serviu ao propósito de legitimação da expansão alemã e incitou a produção teórica francesa de La Blache. Esta, por sua vez, serviria ao propósito não apenas de questionar o expansionismo alemão na Europa, como também legitimar o imperialismo francês na África e na Ásia. Conhecida como possibilismo, afirmava que o contato entre povos muito diferentes permitiria a troca de conhecimentos e maior capacidade de adaptação a novos meios.

A teoria de Ratzel, mais tarde conhecida como determinismo, estava fundamentada no conceito de espaço vital. Essa idéia indicava que o território do país dotava-o de uma certa capacidade para que se desenvolvesse. Quando, por ventura, aqueles limites não atendessem mais às suas necessidades, seria legítimo ao Estado buscar os meios de vida necessários ao desenvolvimento, mesmo que isso implicasse a conquista de território. Os Estados teriam direito a conquistar esse espaço vital, isto é, aquele que seria necessário ao desenvolvimento e reprodução do país.

Considerando-se essa teoria, em princípio, a condição insular limita a possibilidade de expansão ao entorno imediato. Em primeiro momento, haveria estímulo a intensificação do contato com os demais residentes da ilha e provocaria a homogeneidade étnica e de civilização sustentados por Ratzel. O geógrafo deixou de considerar, porém, que o avanço tecnológico dos meios de transporte permitiria romper com o isolamento natural da ilha e proporcionaria a intensificação dos contatos com outros povos e alteraria a situação de homogeneidade. Tal foi a situação da Inglaterra e – embora não seja uma ilha, mas, ainda assim, isolado na península Ibérica – de Portugal.

Por sua vez, a asserção em relação a posição continental também, em tese, pode ser válida. Afinal, a contigüidade territorial permite o deslocamento populacional e, eventualmente, o encontro entre povos. De mesma sorte, a existência de obstáculos naturais no continente, também, pode representar um obstáculo a miscigenação e cruzamento dos povos. Mais uma vez, restaria o acúmulo de conhecimento e o avanço como meios necessários para garantir o encontro.

Document info
Document views235
Page views238
Page last viewedSun Dec 04 08:50:44 UTC 2016
Pages94
Paragraphs1332
Words41002

Comments