X hits on this document

PDF document

Porto Alegre, janeiro de 2006 - page 11 / 82

313 views

0 shares

0 downloads

0 comments

11 / 82

Hélio Riche Bandeira, Mestre em Educação, PUCRS * www.padilla.adv.br/desportivo/artesmarciais * p.11

pessoais, sociais e culturais, não podendo desta forma padronizar tal atitude, e que de acordo com os diversos autores podíamos observar que havia posições contrárias que abordavam a agressividade e o efeito do exercício sobre a mesma.

Partindo destas teorias e de minha experiência como professor de educação física, é que me direcionei em aprofundar mais este tema no curso de mestrado, demonstrando sua importância na realização de um ser humano mais bem preparado para enfrentar o nosso mundo atual, o qual possa utilizar-se dos ensinamentos do karate para conseguir, além do aprimoramento físico, qualidades espirituais que lhe permitam ter um melhor controle psicológico, saúde e convívio social.

Durante o transcorrer do mestrado participei, também, do curso de Educação para a Paz, o qual, além de me fornecer preciosos subsídios para minha pesquisa, fez-me perceber de como o ensino do karate pode ser um instrumento valioso para o auxílio da construção de culturas de paz.

Portanto, o ensino do karate, para encontrar a sua verdadeira finalidade, deve ser sempre baseado nos sistemas de treino espiritual, sob formas de educação física no prisma da defesa pessoal e/ou atividades físico esportivas para cidadãos, através do uso integrado das energias física e mental, conduzindo-as à harmonia social em busca da paz.

  • O

    presente trabalho tem como objetivo conhecer, compreender e analisar as possíveis alterações

de comportamento dos praticantes de karate, através de suas percepções sobre agressividade/ violência, contribuindo para futuras buscas na área da Educação e outras afins, além de fomentar a preocupação da falta de pesquisa nas artes marciais, onde encontramos os ensinamentos simplesmente sendo transmitidos, na sua grande maioria, através do senso comum, de um instrutor para outro, sem maiores questionamentos e indagações de seus porquês.

ENUNCIADO DO PROBLEMA

  • O

    problema que deu origem à pesquisa foi:

Quais as percepções de alunos de karate sobre agressividade/violência no ensino das artes marciais?

2 CONTEXTUALIZANDO O TEMA TEORICAMENTE

2.1 O KARATE: UMA ARTE MARCIAL ESPIRITUAL EMBASADA NA CULTURA ORIENTAL

  • O

    presente capítulo visa a compreensão da espiritualidade da cultura oriental e de como o karate,

que tendo sua origem nessa cultura, pode ser um excelente meio de transformação do homem ocidental em um ser mais espiritualizado e que conviva em harmonia com a natureza e o com as energias do universo.

2.1.1 A CULTURA E A EDUCAÇÃO NO EXTREMO ORIENTE

A cultura e a educação no extremo oriente, mais especificamente dos países berços das artes marciais, baseadas no zen-budismo, ou seja, na doutrina filosófica alicerçada na espiritualidade, meditação e concentração, como é o caso do Japão, Coréia e China, apresentam aspectos bastante distintos dos conhecidos pelos povos ocidentais. O conhecimento destas diferenças, a compreensão da visão educacional do oriente e a importância de uma simbiose de ambas é fundamental para a construção de um mundo melhor. Isto é para mim de vital importância, porque como professor de

Document info
Document views313
Page views313
Page last viewedSat Jan 21 19:42:11 UTC 2017
Pages82
Paragraphs1591
Words42749

Comments