X hits on this document

PDF document

Porto Alegre, janeiro de 2006 - page 41 / 82

184 views

0 shares

0 downloads

0 comments

41 / 82

Hélio Riche Bandeira, Mestre em Educação, PUCRS * www.padilla.adv.br/desportivo/artesmarciais * p.41

Dos primórdios da antiga Escola Militar até o ano de 1911, pode-se destacar a atuação de vários personagens desta instituição nas mais diferentes áreas, conforme Medeiros (1992).É notória a participação de João Cezimbra Jaques, instrutor da Escola Militar e um dos fundadores do Centro Gaúcho para o estudo das tradições rio-grandenses, que deu origem ao Movimento Tradicionalista Gaúcho, do qual o major Cezimbra é o patrono. Na área da educação é impossível deixar de mencionar a atuação de João José Pereira Parobé, professor da Escola Militar, que esteve diretamente ligado à fundação da Escola de Engenharia, hoje integrada à UFRGS, além de ter fundado o Colégio que hoje leva o seu nome. Também deve ser lembrado Otávio Rocha, que foi aluno e professor da Escola Militar e destacou-se na administração pública como intendente de Porto Alegre.

Da fase iniciada com a criação do Colégio Militar de Porto Alegre em 1912 até nossos dias, embasado no levantamento realizado por Pineda (2000), vários são os personagens que nele estudaram e que marcaram a história brasileira. Dentre eles figuram cinco ex-presidentes da República: Humberto de Alencar Castelo Branco, Arthur da Costa e Silva, Emílio Garrastazu Médici, Ernesto Geisel e João Batista Figueiredo. Também se destacaram os exalunos Plácido de Castro, conhecido como o Libertador do Acre, Armando Pereira Câmara, ex-reitor da UFRGS e o primeiro reitor da PUCRS, José Carlos Ferraz Henne mann, atual reitor da UFRGS, e, nas artes, o genial poeta Mario Quintana e o escultor Vasco Prado. Nos esportes destacaram-se no futebol El Maestro (Luiz Carvalho), Lagarto (Severino Franco) e o goleiro de várias seleções gaúchas Marne Domenighi, no atletismo os recordistas Carlos Macedo, Jorge Rodrigues Carvalho e Fernando Mazeron, na natação os recordistas Bruno Bastian de Carvalho, Paulo Carvalho e Air Chagastelles, no pentatlo moderno Daniel Vargas, representante brasileiro na olimpíada de Atenas, e Roberta Sant’anna, representante brasileira nos Jogos Pan-Americanos, no karate Juliano Silva da Silva, vice-campeão brasileiro e campeão gaúcho, Marina Rosalba Komonski Guterres, tricampeã gaúcha, e Thomas Hyeono Kang, bi-campeão gaúcho.

Naturalmente muitos nomes deixaram de ser destacados neste breve retrospecto.

Todavia esses que aqui aparecem são emblemas do histórico envolvimento deste educandário com a comunidade e testemunham um projeto pedagógico preocupado em desenvolver potenciais nas mais diferentes áreas.

  • O

    funcionamento do Colégio Militar de Porto Alegre

    • O

      Colégio Militar de Porto Alegre foi criado através do decreto nº 9.397, de 28 de fevereiro de

1912 pelo então Presidente da Republica Marechal Hermes da Fonseca. No dia 22 de março de 1912, seu primeiro comandante, Coronel Manoel Farias de Albuquerque, dava por criado o Colégio conforme a Ordem do Dia daquela data, ocasião oportuna que ficou consagrada como aniversário do CMPA. O início das aulas deu-se em 19 de junho, com 275 alunos.

A história do Colégio Militar de Porto Alegre compreende duas etapas. A primeira, compreendida entre os anos de 1912 a 1938, que inicia com a sua criação e encerra-se com o seu fechamento, quando foi substituído pela Escola Preparatória de Cadetes, e a segunda que inicia com sua reabertura em março de 1962 e vai até os nossos dias.

Atualmente estudam no colégio aproximadamente mil alunos distribuídos em dois turnos, funcionando pela manhã da 8ª série do ensino fundamental a 3ª série do ensino médio e pela tarde da 5ª a 7ª séries do ensino fundamental. O ingresso destes alunos no colégio se faz através de concurso

Document info
Document views184
Page views184
Page last viewedSat Dec 03 03:08:58 UTC 2016
Pages82
Paragraphs1591
Words42749

Comments