X hits on this document

205 views

0 shares

0 downloads

0 comments

8 / 82

Hélio Riche Bandeira, Mestre em Educação, PUCRS * www.padilla.adv.br/desportivo/artesmarciais * p.8

Seipai: oitavo kata do goju-ryu. Seisan: décimo kata do goju-ryu. Shisochen: nono kata do goju-ryu. Suparimpei: décimo segundo kata do goju-ryu. Tatame: piso que recobre o dojô. Te: mãos. Teisho: sexto kata do goju-ryu. Waza: técnica. Zen: para frente, meditação.

INTRODUÇÃO

A sociedade atual apresenta um ritmo agitado e uma crescente onda de violência, deixando as pessoas mais inseguras e estressadas. Colaborando com este clima, se desenvolve cada vez mais uma visão competitiva e materialista de vida, tornando o ter mais importante do que o ser.

Os meios de comunicação diariamente exploram a violência nas suas mais variadas formas, sejam elas no plano mundial como as guerras e as ações terroristas, ou no plano local como a violência do trânsito, a questão das drogas e a insegurança pública.

  • O

    meio escolar, como um setor integrante da sociedade, também apresenta a problemática da

violência sob forma de agressões físicas, vandalismo, desavença entre grupos organizados, acertos de conta fora da escola, intimidações, relações conflitivas entre alunos e educadores, tráfico de drogas, abuso e exploração sexual.

Diante desta realidade caótica temos, em contrapartida, uma crescente onda de manifestações em favor da paz e da não violência. Movimentos e organizações são criados para conscientizar, problematizar e combater a violência. Começa a aparecer um consenso popular na busca da paz, não só pela passividade ou fuga da violência, mas pela necessidade de haver ações e mobilizações em atividades que busquem uma cultura de paz. Essa conscientização sobre a paz também atingiu o nível global como bem expressa a proclamação, por parte da Assembléia Geral das Nações Unidas, do Ano 2000 como Ano Internacional por uma Cultura de Paz3 e da Década 2001-2010, como a Década Internacional para uma Cultura de Paz e Não Violência para as Crianças do Mundo.4

Como podemos perceber violência e paz estão cada vez mais no convívio de nosso dia-a-dia. Portanto cabe a todos os segmentos de formação da sociedade, mas principalmente à educação, conscientizar e direcionar caminhos para a superação da violência e de promoção de culturas de paz. Neste sentido é fundamental encontrarmos caminhos que nos direcionem na construção de um mundo mais justo e menos violento.

Os esportes em geral são uma boa válvula de escape não destrutiva das tensões, e dentre eles, encontramos as artes marciais, as quais determinam um equilíbrio psicofísico e preparam uma diminuição paralela da agressividade, ou quando menos, uma canalização controlada e positiva, eliminando os estados de ansiedade e angústia típicos do homem moderno. O treinamento das artes

3 4

Através da resolução 52/125, de 20 de novembro de 1997. Através da resolução 53/25, de 10 de novembro de 1998.

Document info
Document views205
Page views205
Page last viewedTue Dec 06 14:51:35 UTC 2016
Pages82
Paragraphs1591
Words42749

Comments