X hits on this document

51 views

0 shares

0 downloads

0 comments

5 / 12

Discuta com os alunos que há no discurso do senso comum a percepção de que o plástico é um material danoso e pernicioso. Lembre que essa imagem está associada ao fato de que a sua durabilidade faz com que o plástico, se descartado na natureza, demore centenas de anos para ser decomposto. Lembre-lhes que o problema não é o material em si, mas a forma de geren- ciamento dos resíduos residenciais e industriais.

Explique aos alunos que o termo plástico origina-se do grego plastikós, que quer dizer flexível, moldável. Além disso, é um material extremamente resistente, de baixo custo e grande durabilidade. Essas propriedades levam vários setores da economia, como indústrias têxteis, automobilísticas, eletro-eletrônicos, informática, embalagens, entre outros, a adotar o plástico em substituição a diversos outros materiais.

Obtenção de Monômeros

  • O

    primeiro passo para entender a fabricação do plástico é saber do que ele é feito.

É importante informar que a matéria-prima do plástico é a nafta – componente incolor extraído do petróleo. Informe que apenas 3% do petróleo são separados e utilizados na produção dos plásticos.

Esclareça para os alunos que os plásticos são formados por um conjunto de cadeias moleculares chamadas polímeros, sendo seu tamanho e estrutura responsáveis por determinar as propriedades do material plástico.

Aproveite para lembrar que a teoria mais aceita para a origem do petróleo afirma que o óleo teria se originado pela decomposição de resíduos orgânicos em ambientes com muita pressão e calor e de baixa taxa de oxigênio. Esses resíduos teriam sido acumulados há milhões de anos e o processo de transformação gerou uma mistura complexa de hidrocarbonetos, que denominamos petróleo.

  • O

    episódio apresenta uma imagem com a formação das camadas de sedimento e matéria orgânica durante milhões de anos.

Informe aos alunos que, após a extração, o petróleo é levado até a refinaria, onde sofre destilação fracionada. Também na refinaria são separadas frações do petróleo, de acordo com os pontos de ebulição de seus componentes. Nesse processo, há a separação dos diferentes hidrocarbonetos nas torres de destilação. A nafta, um subproduto do petróleo, de baixa densidade, é separada nas partes altas das torres, em temperaturas relativamente baixas.

Audiovisual | Programa A Química do Fazer | Plástico

Document info
Document views51
Page views51
Page last viewedMon Dec 05 14:55:49 UTC 2016
Pages12
Paragraphs210
Words2931

Comments