X hits on this document

59 views

0 shares

0 downloads

0 comments

6 / 15

6

encarada como a utilização das habilidades para buscar uma nova posição, ou mesmo redefinir a carreira, quando se percebe não estar alcançando os objetivos fundamentais, ou seja, o profissional proteano se caracteriza pela independência e flexibilidade com que administra sua carreira, norteando-se por critérios próprios de sucesso profissional e pessoal.

Ainda, de acordo com Martins (op. cit.), a gestão da carreira proteana define-se como um processo contínuo de tomada de decisões e de soluções de problemas relacionados ao trabalho e à vida pessoal, exigindo um grande contingente de informações que advêm, primordialmente, do autoconhecimento. Sem isso, o profissional se capacitaria e trabalharia cada vez mais e melhor, sem, contudo, encontrar significado e satisfação naquilo que está realizando. Outros fatores relevantes seriam o ambiente externo, que abrange as variáveis do mercado, as avaliações de desempenho e competência, e também a vida familiar do indivíduo, e aos demais aspectos da interação entre carreira e vida pessoal.

Para Drucker (2005), os novos tempos requerem capacidade de fazer escolhas e de se auto-administrar, que, por sua vez, pressupõem autoconhecimento. Drucker (2005) ressaltava, no entanto, que a maioria das pessoas está despreparada para desempenhar essas funções com eficácia, por isso a maioria das pessoas deixa que as organizações conduzam as suas carreiras.

Segundo Martins (op. cit.) é justamente nesse ponto que aparecem as maiores falhas dentre as principais competências na carreira proteana. Destaca então o "aprender a aprender" como uma habilidade que requer direção e foco, não assegurando, isoladamente, o sucesso de quem a possui. Diante da disponibilidade quase ilimitada de informações e de oportunidades de capacitação, o indivíduo precisa ter muito objetivos claros de carreira e vida para ser eficaz na escolha do que aprender, ratificando o autoconhecimento e a capacidade de se auto- administrar, como competências fundamentais da Era do Conhecimento.

No contexto global da carreira proteana, Hall e Mirvis (op. cit.) destacam que o objetivo da carreira proteana, é o sucesso psicológico do indivíduo e isso pode ser observado no quadro 01 abaixo, onde são expostas as características da carreira proteana entre sua definição, desenvolvimento e objetivo.

Quadro 01 - O novo conceito da Carreira Proteana

Carreira Proteana

  • 1.

    A carreira é gerida pela pessoa, e não pela organização.

  • 2.

    A carreira é uma série de experiências ao longo da vida, das competências, aprendizagens, transições,

mudanças e identidade ("idade de carreira" contagens, e não a idade cronológica).

  • 3.

    O desenvolvimento é a aprendizagem; auto-dirigido; relacional; desafios encontrados no trabalho.

  • 4.

    Desenvolvimento não é (necessariamente) formação formal; reconversão; mobilidade ascendente.

  • 5.

    Os ingredientes para o sucesso foram alterados a partir do know-how, para saber-fazer; do emprego seguro para a empregabilidade; mudança da carreira tradicional para a carreira proteana; de você mesmo para você mesmo.

  • 6.

    A organização fornece desafio de atribuições; desenvolvimento de relacionamentos; informações mais desenvolvidas e de recursos.

  • 7.

    O objetivo é o sucesso psicológico.

ADAPTADO DE: Hall e Mirvis,1996

Document info
Document views59
Page views79
Page last viewedSun Dec 04 02:13:29 UTC 2016
Pages15
Paragraphs229
Words7165

Comments