X hits on this document

PDF document

Planejamento familiar: importância do conhecimento das características da clientela ... - page 6 / 8

17 views

0 shares

0 downloads

0 comments

6 / 8

pLanejamento famiLiar: importância do conhecimento das características da cLienteLa para impLementação de ações de saúde

queadura/vasectomia era casada. Já grande parte dos indivíduos em união consensual preferiu adotar

  • o

    DIU (média 40%). Quanto aos

solteiros, observou-se que a opção mais realizada foi a colocação de DIU (66,7%). Apesar disso, não houve associação estatística entre estas variáveis.

Pôde-se observar equivalência entre os clientes que apresentavam até três filhos ou mais na opção pela laqueadura/vasectomia (50,0%). Já a escolha pelo DIU apresentou mé- dia maior (90,0%) entre os clientes que apresentavam até três filhos e o mesmo ocorreu com a escolha pelo método hormonal (57,1%) e pelo preservativo masculino (66,7%). Porém, não houve relação estatís- tica entre estas variáveis.

Com relação à renda familiar, verificou-se que os indivíduos sem renda fixa ou com renda até um salário mínimo optaram pelo DIU (50,0%) ou pela laqueadura/va- sectomia (57,1%). Já os com ren- da de um a três salários mínimos optaram pelo método hormonal e/ ou cirúrgico (80,0%) e os com ren- da acima de três salários mínimos optaram pelo DIU (60,0%). Porém, não houve relação estatística entre estes dados.

Pela Tabela 4, verificou-se que a maioria dos clientes (70,0%) com

ensino médio completo optou por adotar o DIU, sendo esta associação significante.

Os resultados sugeriram que em idade mais jovem os clientes tinham preferência por método reversível, pois provavelmente ain- da tinham a intenção de iniciar ou aumentar sua prole.

Em um estudo realizado por Vieira et al (2001), foi observado que dentre as mulheres com até 30 anos, a pílula foi o método mais usado, diminuindo discretamen- te após os 25 anos e acentuada- mente após os 30 anos, quando a esterilização feminina aumentou para 31,4% e 48,7% a partir dos 35 anos.

Em se tratando da escolaridade (Tabela 4), pôde ser observada uma mudança no nível de educação da mulher brasileira nas últimas dé- cadas, de tal forma que a antiga geração, correspondente às mu- lheres com maior idade, tem me- nor escolaridade que as mulheres mais novas, sugerindo uma forte correlação com prevalência de la- queadura.

Faúndes et al (1998), ao estudar as possíveis diferenças sócio-eco- nômicas quanto à prática da la- queadura em 1.335 mulheres com idade de 15 a 49 anos, observou que, quanto menor a escolaridade,

maior a porcentagem de mulheres laqueadas.

Em relação à esterilização mas- culina, ocorreu, em menor pro- porção, o fenômeno inverso: ela aumentou com a escolaridade, não sendo utilizada por companheiros de mulheres com nenhuma esco- laridade, mas cresceu proporcio- nalmente com a escolaridade até atingir o máximo de 13,7% entre as mulheres com mais de 12 anos de estudo. O preservativo e o DIU também mostram tendência de au- mento a partir de oito anos de esco- laridade (Vieira et al, 2001).

Olinto e Galvão (1999) verifi- caram que de 3002 mulheres de 15 a 49 anos, de Pelotas (RS), 47% era casadas e 9% viviam em união, 35% solteiras e 7% se declararam separadas ou divorciadas. A pílula e a esterilização foram os métodos mais utilizados. Tais resultados cor- roboram com os achados do pre- sente estudo, porém os métodos aqui mais adotados foram a laquea- dura/vasectomia e o DIU.

Em relação à contracepção ado- tada e ao número de filhos, neste estudo verificou-se preferência maior pelos métodos cirúrgicos (laqueadura ou vasectomia) por aqueles indivíduos que tinham até três filhos ou mais. Nesse contexto, podem estar presentes questões

n%

n

%

n

%

n

%

n

%

——

9

60,0

1

10,0

10

33,3

2

13,3

7

70,0

1

33,3

10

33,3

1

50,0

3

20,0

2

20,0

1

33,3

7

23,3

1

50,0

1

6,7

1

33,3

3

10,0

2

6,7

15

50,0

10

33,3

3

10,0

30

100,0

totaL

Laqueadura/ Vasectomia

DIU Hormonal

Preservativo masculino

TOTAL p-valor = 0,019

  • O

    MundO da Saúde o Paulo 2008; 32(4):412-419.

417

fundamental

fundamental

dio

dio

completo

incompleto

completo

incompleto

tabela 4. Distribuição dos clientes quanto ao método contraceptivo e a escolaridade

todo contraceptivo adotado

escolaridade

Document info
Document views17
Page views17
Page last viewedMon Dec 05 04:31:23 UTC 2016
Pages8
Paragraphs416
Words5272

Comments