X hits on this document

PDF document

A DANÇA DA QUADRILHA - page 13 / 21

76 views

0 shares

0 downloads

0 comments

13 / 21

Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares, vol.4. n. 1, 2007.

Tabela 2

tores encontrados nas obras de referên- cia, aqueles que acredito ter a naciona- lidade apontada, de forma hipotética, apoiando-me, em alguns casos, no títu- lo e na editora da peça para definir a nacionalidade, e os que nasceram em outro país e se radicaram ou naturaliza- ram no Brasil. No século 19, a presença estrangeira no país era marcante, como apontam os censos da época. A classe artística era integrada por muitos estran- geiros, em áreas como a arquitetura, pin- tura, escultura e música, que aqui vive- ram até a morte. (ver Tabela 2)

Desses 378 compositores, cujas par- tituras aqui circulavam, são brasileiros natos ou estrangeiros radicados 251, parte significativamente maior (quase o dobro) do que a do conjunto de autores estrangeiros (127) que tiveram suas obras conhecidas no país graças à im- portação de partituras ou a reedições nacionais. Dentre estes últimos, desta- cam-se os franceses, cujo número (76) é maior do que a soma dos nascidos nos demais países mencionados (51).

Apesar de, naquela época, a criação musical ser uma atividade prioritaria- mente masculina, o Catálogo marca a presença de 19 mulheres compositoras (ainda que, por vezes, de só um título) que romperam o limite do familiar e se projetaram no comércio editorial: 14 residentes no Brasil e cinco estrangei- ras, algumas possivelmente francesas, de acordo com as poucas informações le- vantadas. (ver Tabela 3)

  • O

    levantamento apontou 26 quadri-

lhas compostas por mulheres: 19 parti- turas localizadas (P) e sete menções ob- tidas nos catálogos das editoras (C). Das 19 compositoras só foram encontrados dados referentes a Amélia Augusta da Silva, Francisca Edwiges Neves Gonzaga (Chiquinha Gonzaga), Con- dessa Rafaela Rozwadoswska e Maria Cândida de Sepúlveda e Silva.

Contrastando com o título único da quase-totalidade das compositoras, o Catálogo aponta compositores que se dedicaram ao gênero deixando vasto re- pertório de quadrilhas, como os estran- geiros Philippe Musard (“O Rei das Quadrilhas”), Johann Strauss Filho (apesar de ser considerado o “Rei da Valsa” o catálogo de suas obras apresen- ta muitas quadrilhas), seguidos de Joseph Jean Baptiste Laurant Arban e Jules Louis Olivier Métra. Entre os bra- sileiros destacam-se Henrique Alves de Mesquita (o nosso Rei das Quadrilhas),

  • o

    grande músico chorão Joaquim Antô-

nio da Silva Callado, Francisco Luiz da Silveira Rebello (F. L. da Silveira) e Miguel Apolinário de Vasconcellos (as- sinava com o pseudônimo V. Leugim),

125

Document info
Document views76
Page views76
Page last viewedSun Jan 22 06:46:16 UTC 2017
Pages21
Paragraphs326
Words7852

Comments