X hits on this document

46 views

0 shares

0 downloads

0 comments

2 / 7

  

         

ampliação do campo de trabalho, pois queriam não apenas ser professoras, mas também trabalhar no comércio, nas repartições, nos hospitais e indústrias.

Por isso, esse romance de Rachel de Queiroz, única mulher na prosa modernista, não pode ser ignorado. Num tempo em que as mulheres limitavam-se aos sonetos – vale lembrar que Cecília Meireles também aparece nessa segunda fase modernista, no entanto, na poesia – O Quinze foi notado por sua crítica à condição feminina. Portanto, esta obra relaciona-se às questões de gênero tanto pelas problemáticas encontradas em seu texto quanto pelo contexto da sua elaboração, uma vez que a cultura brasileira se reformulava juntamente com nova fase da política do Estado/nação brasileiro em 1930 (FAUSTO, 2000).

Além da descrição minuciosa dos aspectos físicos e geográficos da região Nordeste, mais precisamente do sertão do Ceará, Rachel de Queiroz enfoca também a miséria humana de seus personagens vítimas da grande seca de 1915 e retratos fiéis do meio árido, seco e rústico em que vivem. Personagens como Chico Bento são marcadas pelo sofrimento advindo não só pela falta de chuva para plantar e colher, como também pela falta de oportunidades que lhe obrigou a abandonar suas terras e sair com sua mulher e filhos pelo mundo a mercê da sorte como tantos outros retirantes. Neste sentido, o romance adquire caráter de engajamento juntamente com A Bagaceira de José Américo de Almeida, Vidas Secas de Graciliano Ramos e Menino de Engenho de José Lins do Rego.

Para estabelecer uma análise comparativa das relações de gênero trabalhadas por Raquel de Queiroz, estruturalmente dividimos o texto de O Quinze em dois eixos narrativos interligados pela seca e pela protagonista Conceição que interage nos dois eixos. De um lado está a narrativa de Vicente, primo de Conceição, filho do Major e da dona Idalina, vaqueiro e caboclo pouco ambicioso. Do outro lado está a história de Chico Bento, vaqueiro de dona Maroca das Arueiras.

Enquanto para Chico Bento, sua mulher Curdulina, sua cunhada e seus cinco filhos pequenos, como único recurso diante da seca, só restou retirar-se do sertão, Vicente permanecera ali em Quixadá depois de colocar Conceição e a avó dela, dona Inácia, no trem para Fortaleza. Mesmo na cidade Conceição não se desligou dos flagelos da seca, ela ajudou na distribuição dos socorros no Campo de Concentração, onde encontravam-se os retirantes, como Chico Bento e sua família, que no local se refugiavam.

Da maneira como Lígia Albuquerque de Melo entende, o estudo sobre gênero demanda dar espaço à busca de sentido do comportamento de homens e mulheres como seres socialmente sexuados (MELO, 2000, p. 02). A narrativa do trecho selecionado abaixo descreve o

Document info
Document views46
Page views47
Page last viewedFri Dec 09 19:04:00 UTC 2016
Pages7
Paragraphs112
Words3356

Comments