X hits on this document

Word document

HOMOSSEXUALIDADE E PRECONCEITO: ASPECTOS DA SUBCULTURA - page 7 / 14

33 views

0 shares

0 downloads

0 comments

7 / 14

boys ou boyzinhos (homossexuais jovens que tentam parecer masculinos mas que apresentam qualidades andróginas), go-go boys (rapazes contratados para ficarem dançando apenas de sunga em plataformas em casas noturnas), bichas (homossexuais efeminados), bofes (homens masculinos que não se consideram, necessariamente, homossexuais), bichas velhas (homossexuais mais velhos, com freqüência efeminados), entendidos (para muitos, o termo é sinônimo de homossexual, para outros, serve para ocultar sua identidade sexual), militantes do movimento homossexual, interventores de AIDS (indivíduos que trabalham na prevenção do HIV), sadomasoquistas, clubbers (homossexuais que freqüentam clubes noturnos e festas rave, adotando uma estética “extravagante”), mauricinhos (similares aos mauricinhos heterossexuais, gostam de sair à noite e estão sempre com roupas da moda, usualmente adotando um padrão estético homossexual), gays (homens cujo principal foco erótico se encontra na relação com outros homens), ursos (homossexuais gordos e peludos, isto é, com fenótipos considerados estritamente masculinos) e as barbies (Parker, 1999).

O subgrupo das barbies (nome que alude diretamente à boneca norte-americana) talvez seja o que precisa de maiores explicações. Em poucas palavras, as barbies podem ser definidas como homossexuais musculosos que vivem para modelar o corpo (através de intermináveis horas de exercícios físicos e ingestão de hormônios) de acordo com um conceito exacerbado de masculino. Amiúde raspam os pelos para que a musculatura se destaque e colocam bastante ênfase na sua aparência externa. Trevisan (apud Glass e cols., 2000) menciona comicamente que barbie é o homossexual que tem “corpo de Tarzan, voz de Jane e cabeça de Chita”. De fundamental importância é o fato de que o meio homossexual parece seguir esse padrão de beleza que exalta a virilidade e a juventude, exacerbando o narcisismo e a busca de uma perfeição inalcançável.

Apesar das barbies serem o padrão de beleza atual para muitos homossexuais, este é um fenômeno recente. De acordo com Badinter (1992) existem “estilos” dominantes diferentes segundo as épocas. Desde o final do século XIX até aproximadamente o início dos anos 70 a definição do homossexual masculino denotava uma extrema feminilidade. Maneirismo ostensivos (no modo de falar e andar e na aparência) evocavam uma paródia do feminino tradicional e falava-se de “uma alma feminina no corpo de um homem”. Nos anos 70 este “estilo” feminino foi

Document info
Document views33
Page views33
Page last viewedSat Dec 03 17:56:20 UTC 2016
Pages14
Paragraphs69
Words4870

Comments