X hits on this document

503 views

0 shares

0 downloads

0 comments

185 / 214

Arte de amar

No primeiro verso o sujeito lírico diz que: "Se queres sentir a felicidade de amar, esqueça a tua alma”. No verso seguinte fala que: "a alma é que estraga o amor." Neste ínterim, baseando nestes versos, poder-se-á falar que para sentirmos a alegria de amar devemos abdicar das nossas vontades. O versos subseqüentes, dois e três, evocam o amor agapé, que na língua grega significa o amor, caridoso, compassivo. Esta forma de amor é o amor-compaixão, "é o sentimento que nega a vontade ao invés, em vez de afirmá-la." O amor analisado a partir deste viés, foi aquele praticado por Cristo, santos etc.

Document info
Document views503
Page views503
Page last viewedMon Dec 05 02:08:02 UTC 2016
Pages214
Paragraphs568
Words15987

Comments