X hits on this document

854 views

0 shares

0 downloads

0 comments

194 / 214

Consoada

Pouco antes do nascer do sol. Com o galo, na missa, anunciando o fim das trevas e o surgimento de um novo dia. Na mesa sabores tradicionais, passadas de geração a geração. Tudo para celebrar, com parentes e amigos, a própria epifania da vida. Do colonizador herdamos o jeito de celebrar essa consoada. Sem adotar o nome nem alguns pratos próprios dessa ceia, como o tradicional bacalhau da consoada. Muitos foram os poetas que escreveram sobre o tema. Entre eles, Manuel Bandeira.

Document info
Document views854
Page views854
Page last viewedTue Jan 24 13:47:22 UTC 2017
Pages214
Paragraphs568
Words15987

Comments