X hits on this document

471 views

0 shares

0 downloads

0 comments

59 / 214

SIMBOLOGIA DOS SAPOS

O sapo-cururu figurativiza o poeta não-parnasiano. O tema da negação do parnasianismo é dado pelo percurso figurativo formado por longe dessa grita, , fugido ao mundo, transido de frio, sapo-cururu / da beira do rio, solitário. Interessante notar que os sapos escolhidos para figurativizar o poeta parnasiano são tipos menos conhecidos – o que vai ao encontro da prática parnasiana de utilizar palavras pouco comuns. Já o sapo-cururu é um tipo bastante conhecido dentro da cultura popular.

Document info
Document views471
Page views471
Page last viewedSat Dec 03 18:16:02 UTC 2016
Pages214
Paragraphs568
Words15987

Comments