X hits on this document

818 views

0 shares

0 downloads

0 comments

91 / 214

LIBERTINAGEM

Para Mário de Andrade, Manuel Bandeira era um poeta tipográfico, dono de uma poesia que dispensa o som. É poesia para leitura. Observe a aspereza rítmica dum dos poemas mais suaves do livro, como os versos são “intratáveis”, incapazes de se encaixar uns nos outros pra criar a entrosagem dum qualquer embalanço:

Document info
Document views818
Page views818
Page last viewedMon Jan 23 00:57:40 UTC 2017
Pages214
Paragraphs568
Words15987

Comments