X hits on this document

PDF document

Jornadas Sul-Americanas de Engenharia Estrutural - page 6 / 15

44 views

0 shares

0 downloads

0 comments

6 / 15

XXX

JORNADAS

SUL-AMERICANAS

DE

ENGENHARIA

ESTRUTURAL

denominada AutoLisp. As rotinas escritas em AutoLisp têm a desvantagem do seu código fonte ser aberto, pois o AutoLisp é uma linguagem interpretada.

Recentemente o programa AutoCAD passou a apresentar a importante característica de permitir a utilização da programação orientada a objetos para estender a sua funcionalidade. Através de uma biblioteca orientada para objetos denominada ObjectARX, a empresa Autodesk1 abriu a possibili- dade de que programas de usuários escritos em C++ tenham interação com este software. Dado que a tecnologia é recente, a bibliografia especializada é pequena e se restringe às referências [8] e [10] da bibliografia, ambos livros publicados pela própria Autodesk.

Dessa forma, pretende-se utilizar o AutoCAD como o software base para o desenvolvimento da interface do programa estrutural, aproveitando todas as funcionalidades que esse já apresenta. Note que isto aumenta a qualidade do produto final, uma vez que o resultado será um programa híbrido, que concilia todas as qualidades de um programa de desenho técnico assistido por computador com as de um ambiente de análise estrutural. Isto permite, entre outras coisas, que o projeto estrutural de uma edificação seja elaborado sobre a planta de arquitetura, no mesmo arquivo. Como se não bastasse, esta atitude de utilizar um programa de desenho técnico força o projeto a ser o mais gráfico possível, na medida em que a interface gráfica passa a ser a única forma de comunicação do usuário com o programa a ser desenvolvido. Todavia, a inserção de novas funcionalidades dentro de um software existente exige o perfeito conhecimento do funcionamento deste, evitando introduzir falhas que possam comprometer tanto o funcionamento do pacote adicional, quanto do próprio software original

A biblioteca ObjectARX foi escrita na linguagem C++ e é uma detalhada API(Application Pro- gramming Interface) que contem mais de 220 classes e mais de 3000 funções, separadas segundo sua funcionalidade e subdivididas nestas classes. Apresenta as seguintes bibliotecas:

  • ACRX: AutoCAD Runtime Extension: esta biblioteca oferece recursos de inicialização, re-

gistro de bibliotecas e novas classes.

  • ACED: Esta classe se presta a registrar comandos nativos e notificação de eventos.

  • ACDB: AutoCAD Data Base. Contém as classes de entidades do AutoCAD.

  • ACGI: AutoCAD Graphics Interface: biblioteca responsável pela representação gráfica avan-

çada das entidades.

  • ACGE: AutoCAD Geometry Entities: nesta biblioteca estão definidas classes de objetos geo- métricos e operações de álgebra linear entre estes. Estes objetos são utilizados como parâme- tros para a construção e edição de objetos gráficos das outras classes.

  • ADSRX: bibliotecas remanescentes de um ambiente de programação em C para AutoCAD (AutoCAD Development System - ADS).

Com essa estrutura, pode-se criar classes e objetos derivados das entidades primitivas do AutoCAD. Por possuirem, na sua estrutura, as características das entidades da plataforma, essas classes e obje- tos podem ser utilizadas pelo AutoCAD como se fossem originárias dele próprio, eliminado assim, um grande número de conflitos e problemas naturais a esse tipo de união.

1Autodesk é a empresa que desenvolve e distribui o software AutoCAD e o pacote ObjectARX

5

Document info
Document views44
Page views44
Page last viewedThu Jan 19 13:27:49 UTC 2017
Pages15
Paragraphs422
Words5053

Comments