X hits on this document

PDF document

Jornadas Sul-Americanas de Engenharia Estrutural - page 7 / 15

33 views

0 shares

0 downloads

0 comments

7 / 15

XXX

JORNADAS

SUL-AMERICANAS

DE

ENGENHARIA

ESTRUTURAL

4 Metodologia

A idéia principal do estudo, é desenvolver funções que automatizem a criação dos elementos es- truturais, a atribuição das características dos materiais, a aplicação dos carregamentos e das ações e a determinação das vinculações nos apoios e restrições de deslocamento e giro nos nós da estru- tura. Além disto, pretende-se retirar do AutoCAD as informações geométricas, de cada elemento, necessárias para a montagem das malhas, geométrica e computacional, para em seguida, executar o processo de cálculo a posterior vizualização dos resultados.

4.1

Separação ObjectARX/ObjectDBX

A sigla ARX é uma alusão a "AutoCAD Runtime Extension", e os arquivos compilados segundo esta estrutura recebem a extensão ".arx". Neste arquivo ou projeto ARX é delineada a interface com

  • o

    usuário. Em outras palavras, neste arquivo ou projeto, se dá a disponibilização dos comandos do

AutoCAD.

Já o projeto DBX é bem mais complexo, pois neste estão definidos os métodos e funções que definem o comportamento e criação das novas entidades. A sigla DBX refere-se a "DataBase Ex- tension", no que tange a ampliação da quantidade de entidades disponíveis no acervo do AutoCAD. Na medida em que se cria novas entidades, a complexidade e extensão do código aumentam acentu- adamente. Esse é um dos motivos de se separar a interface com o usuário da extensão do banco de dados. Embora seja uma separação conceitual, ela é necessária para que se entenda que não se deve confundir a interação das entidades com o AutoCAD com a interação das entidades com o usuário.

Seguindo esta estrutura, dividiu-se o projeto em três partes que são:

  • 1.

    Um módulo ARX para agrupar os comandos de geração das entidades geométricas.

  • 2.

    Um módulo DBX para agrupar os objetos/entidades geométricas.

  • 3.

    Um módulo ARX para agrupar os comandos para realização da análise estrutural.

Essa divisão se fez necessária, pela diferente estrutura que cada módulo apresenta. Além disto, buscou-se agrupar procedimentos semelhantes em grupos distintos. De fato, podemos tratá-los como diferentes pacotes, na medida em que são bibliotecas dinâmicas que podem ser importadas pelo AutoCAD separadamente.

4.2

Projeto DBX Geométrico

No projeto de extensão ".dbx" foram introduzias as novas classes para a criação dos elementos geométricos.

Como este programa focaliza estruturas reticuladas, iniciou-se pelo desenvolvimento de entida- des básicas que são o nó e o elemento de barra.

Implementou-se as classes TPZnode e TPZbeam a partir da classe AcDbEntity. Por ser a classe que origina as entidades gráficas do AutoCAD, a sua especialização garante aos objetos das classes derivadas as mesmas características fundamentais dos objetos residentes no programa AutoCAD.

      • 4.2.1

        Classe TPZnode

        • O

          nó, como elemento de ligação entre os elementos de barra, não tem função estrutural, mas é

imprescindível para definir a continuidade das malhas e as condições de contorno. Cabe ainda ao nó guardar as referências para as barras que a ele se conectam, bem como gerenciar esta informação para armazenamento em disco.

Além de possuir estas características internas, um nó possui ainda representação gráfica, sendo representado por um círculo desenhado na tela, cuja dimensão e cores podem ser configuradas pelo usuário.

6

Document info
Document views33
Page views33
Page last viewedWed Dec 07 22:41:05 UTC 2016
Pages15
Paragraphs422
Words5053

Comments