X hits on this document

Word document

D1. HISTÓRIA E INTRODUÇÃO ÀS ARTES - page 16 / 21

50 views

0 shares

0 downloads

0 comments

16 / 21

escultura. As proporções da figura humana, foram por vezes distorcidas para avivar a

dramaticidade. Nesta linha, originam-se estilos particulares, influenciados por características

regionais. O estudo da iluminação (luz e sombra) e da variedade de materiais utilizáveis no

trabalho do escultor como preocupação central, a fim de que fossem obtidos os melhores

efeitos, foi de uma importância determinante para os artistas dos séculos seguintes. Além de

Michelangelo, Tintoretto e Ticiano também marcaram o início do barroco.

O novo estilo se definiu e se firmou, à atuação da Igreja Católica que teve seu prestígio

abalado pela Reforma Protestante. O Concílio de Trento, dita normas para a arte religiosa,

substituindo o humanismo renascentista pela busca dos valores sobrenaturais e religiosos.

Embora tenha produzido excelentes obras no urbanismo e construção civil, o barroco se

sobressai na arte religiosa.

16

2.4 ARTE CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL

Arte contemporânea é a expressão que vai se firmando por inúmeros críticos de arte, após

a sucessão à Arte Moderna. Teve início na década de 60 ao fim do movimento abstracionista,

onde pretendia restaurar os valores humanos e valorizar a natureza. A evolução das artes é

direcionada pelas transformações da visão do mundo. Tanto artistas como espectadores têm

participação na obra. Essas obras de arte nos dias de hoje, não pretendem impor nada. Tratam o

espectador amigavelmente, esperando que assumam o papel de associado na criação, assim

como o público repete em coro um estribilho.

· Pop-Art

Ao começo da década de 60, com o fim do abstracionismo, surge um estilo novo, em

oposição ao “não figurativo”. O homem aproveita nos últimos 15 anos, de bens de uma

sociedade altamente industrializada. Já não teme a máquina. O homem sim, é seu propagador.

Compreendendo a beleza do ambiente, as modificações da tecnologia abrem seus olhos para o

mundo. Daí a origem do nome. Esta expressão sugere uma arte para o povo, através do seu diaa-

dia, difundida pelos meios de comunicação em massa, como jornais, revistas exibição de

produtos, etc., transformando tudo em motivo para uma obra de arte.

Os principais precursores desse movimento foram: Marcel Duchamps, Schwitters e Picasso. Mas cada um procurava uma simbologia diferente, com filosofias próprias para a

comunicação, da época em que viviam. Alguns críticos, pela nova realidade e pelos materiais

usados, chamavam-na de “Neo-Dadaísmo” e “Neo-Realismo”. Teve origem nos Estados

Unidos, espalhando-se pelo mundo na década de 60. Chamavam-na de “Pop-Art” e teve como

artistas que aderiram a esse movimento, nomes como: Olden-burg, Lichtenstein Wesselmann, Hopper, etc.

Document info
Document views50
Page views50
Page last viewedThu Oct 27 21:18:36 UTC 2016
Pages21
Paragraphs661
Words8419

Comments