X hits on this document

Word document

D1. HISTÓRIA E INTRODUÇÃO ÀS ARTES - page 6 / 21

63 views

0 shares

0 downloads

0 comments

6 / 21

romanas. O contato com a arte helenística, entretanto, deu maior refinamento a essas culturas.

Nos retratos entretanto, os artistas romanos primavam pelo naturalismo: chegavam quase á

perfeição em contraste com a idealização fisionômica da estatuária grega.

· Arquitetura

A grande manifestação artística dos romanos foi a arquitetura. Enquanto que para os

gregos a obra essencial da cidade era o templo, para os romanos as construções mais

importantes eram as que satisfaziam necessidades práticas. Assim, as obras que mereceram

destaque especial foram os reservatórios de água, os aquedutos, os edifícios com patamares,

fachadas e pórticos. Asa características mais marcantes da arquitetura romana são:

1) Basílicas – Edifícios destinados a mercado e tribunais, no estilo de uma basílica, serviram

de modelo para a construção das Igrejas Cristãs. 2) Templos – Muitos deles, cópias de modelos gregos. Mas outros, são obras originais, como

o “Panteon”, com cúpula central de quase 45 metros de diâmetro. 3) Teatros – Eram construções para circo e anfiteatros para diversão pública, sendo o “Coliseu” o mais conhecido. 4) Arcos do Triunfo – Eram construções feitas para celebrar feitos e conquistas dos

imperadores. 5) Aquedutos e Termas – Construções de edifícios para banho público; os romanos

empregavam novos materiais de construção, como o cimento e os tijolos, e novas técnicas,

como o arco e a abóbada.

· A Música Grega e Latina

A palavra música vem do grego: “Mousikê”, que significava arte das musas e englobava

a poesia, a dança, a declamação matemática. Do que foi possível reconstituir da cultura grega,

apurou-se que sua música era essencialmente cantada, cabendo aos instrumentos a função de

acompanhar. A finalidade continuava religiosa.

A música grega, também monódica, com instrumentos acompanhando em uníssono ou

uma oitava acima, deu origem a melodias padronizadas, de fácil assimilação os nomoi – ,que

eram acompanhados de cítara e aulo. Apesar do repertório grego ser bem vasto, pouca coisa

pôde ser recolhida: um coro para Orestes, de Eurípedes; dois hinos do século II a.C. dedicados

a Apolo; o Hino ao Sol, composto por Mesomedes, de Creta e, dos primeiros anos da Era

Cristã, conhece-se um hino cristão de Oxirrinco.

Os romanos assimilaram a música grega. É em Roma que a música se torna prosáica;

passa a exaltar a glória militar (embora no recesso dos lares continuasse a ser praticada a suave música grega); e o aperfeiçoamento dos instrumentos de sopro e percussão, teve

importância decisiva no desenvolvimento anterior da música européia. Com maior potência

Document info
Document views63
Page views63
Page last viewedFri Dec 09 06:29:20 UTC 2016
Pages21
Paragraphs661
Words8419

Comments