X hits on this document

Word document

LexUriServ.do?uri=COM:2003:0773:FIN:PT:DOC - page 226 / 227

510 views

0 shares

0 downloads

0 comments

226 / 227

1979.

O Reino Unido sublinha a sustentabilidade financeira da sua abordagem estratégica que consiste em garantir apoio do Estado e a direccionar o apoio adicional para os pensionistas mais pobres através de medidas monetárias. É garantido um rendimento mínimo, ao mesmo tempo que é encorajada a constituição de poupanças, designadamente através de regimes de pensões profissionais e privados. Em resultado desta abordagem, o Reino Unido gasta só 5,1% do PIB com pensões, menos de metade de média da UE.

O não aproveitamento das prestações disponíveis continua a constituir um motivo de preocupação. Um exemplo de como esta questão está a ser tratada pode ser encontrado no recentemente introduzido “crédito de pensão” que proporcionará um complemento anual de 2 mil milhões de libras para os agregados familiares de pensionistas e que, neste contexto, inclui medidas para garantir o seu elevado aproveitamento, fixando-se a meta de 3 milhões de agregados de pensionistas a beneficiar do crédito de pensão até 2006.

Estão a ser feitos progressos para reduzir e erradicar a pobreza infantil, se bem que o efeito real no contexto da meta quantificada para 2004/2005 ainda esteja por avaliar. Há ainda muito trabalho a realizar neste domínio, designadamente no que se refere à necessidade de resolver o problema dos baixos salários das mulheres (as disparidades salariais entre homens e mulheres no Reino Unido são as mais acentuadas de toda a UE) e a medidas para melhorar a disponibilidade e a acessibilidade das estruturas de acolhimento de crianças. Os principais recursos adicionais que foram canalizados para a estratégia de apoio à infância até à data assumiram a forma de financiamento da criação de classes pré-primárias nas escolas do ensino básico. Esta solução, limitada que está em termos de cobertura, não parece ser a forma mais eficaz para permitir que as famílias monoparentais (pobres) acedam ao emprego. A componente para assistência aos filhos do novo crédito fiscal (Working Tax Credit ) só cobre até 70% dos custos até um certo limite. As estruturas de acolhimento de crianças no Reino Unido são ainda relativamente caras e há problemas e disponibilidade e qualidade. O Governo fixou metas ambiciosas para reforçar essas estruturas em termos quantitativos e qualitativos, mas não tem sido fácil avançar neste domínio devido ao baixo perfil do sector e às condições em que opera. A falta de estruturas acessíveis em termos de preço e de quantidade é uma das razões que explicam a proporção relativamente baixa de famílias monoparentais com emprego e a percentagem relativamente elevada de crianças que vivem em agregado familiares desempregados. Está em curso uma (segunda) revisão das disposições nesta matéria, o que sugere que o Governo está ciente de que as políticas até à data não têm sido as melhores. O PAN, todavia, não se refere à problemática da provisão de cuidados a dependentes, incluindo familiares idosos/doentes. A responsabilidade pelos cuidados recai nas mulheres, com as implicações óbvias nas taxas de emprego destas últimas. Uma importante evolução neste domínio foi a criação do Ministério da Infância, Juventude e Família.

O Reino Unido apresenta significativas disparidades regionais e locais em termos de pobreza e exclusão social. Foram feitas algumas tentativas para simplificar as muitas iniciativas de base local, a fim de garantir padrões mínimos de provisão de serviços para as pessoas que vivem em zonas desfavorecidas, através de uma ligação directa dos serviços às necessidades das populações e da adopção de metas locais.

Cerca de um terço das despesas do Estado concentramse nos serviços. A elevada qualidade dos serviços públicos é determinante na abordagem da pobreza e da exclusão social. Os programas de despesas para 2003/2004 e 2005/2006 prevêem um aumento global de 3,3% ao ano em termos reais. As despesas públicas em percentagem do PIB aumentarão de 39,9% em 2002/2003 para 41,9% em 2005/2006. Para além dos progressos a realizar no desenvolvimento de uma estratégia pluridimensional, a sua concretização prática tem de ser

226

Document info
Document views510
Page views510
Page last viewedFri Dec 02 22:47:19 UTC 2016
Pages227
Paragraphs2435
Words105696

Comments