X hits on this document

Word document

LexUriServ.do?uri=COM:2003:0773:FIN:PT:DOC - page 78 / 227

657 views

0 shares

0 downloads

0 comments

78 / 227

prevenir o isolamento de grupos mais vulneráveis e para reforçar a participação em acções de voluntariado, produzindo assim um impacto positivo em indivíduos, áreas e grupos desfavorecidos. Não obstante, a melhoria do acesso a actividades desportivas e recreativas não é uma característica notória dos PAN Inclusão.

Desporto

Apenas o Reino Unido define uma meta específica – para a Escócia – que visa aumentar em 5%, até 2006, o número de grupos subrepresentados, em especial crianças e jovens, que participam em actividades culturais e desportivas.

Nos outros planos, as medidas referidas visam em especial tornar a participação no desporto disponível a preços módicos ou gratuitamente (Dinamarca, Bélgica, Grécia, França). Outras acções incluem:

O programa irlandês de capital desportivo que financia anualmente organizações voluntárias e comunitárias para que contribuam para a provisão de instalações desportivas e, por conseguinte, para o aumento da participação e a melhoria dos níveis de desempenho. É dada prioridade a candidaturas de organizações situadas em áreas socialmente desfavorecidas.

Na Bélgica, região da Flandres, foi organizada uma campanha para apoiar o desporto na região que contou com a participação de 60 municípios, visando especialmente os jovens desfavorecidos no acesso a actividades desportivas. Em 2003, estão a ser desenvolvidos cursos de formação específicos para educadores desportivos.

A Grécia promove a participação de pessoas com necessidades especiais em actividades desportivas, destacando o desenvolvimento de programas que envolvem o desporto no trabalho, acampamentos ciganos, áreas com elevada população de gregos repatriados, muçulmanos e comunidades imigrantes, onde as actividades são organizadas em associação com os respectivos grupos de comunidades. Estão a ser envidados esforços acrescidos na organização dos Jogos Paraolímpicos.

Na Suécia, o governo lançou um projecto para estudar e divulgar informações sobre a forma como os recursos públicos destinados ao desporto beneficiam pessoas de várias origens étnicas, como as pessoas com deficiência podem aproveitar estes recursos e como estes são distribuídos entre homens e mulheres, rapazes e raparigas.

Actividades de lazer

As iniciativas visam em particular facilitar as viagens de férias para grupos e indivíduos com baixos rendimentos e para as pessoas desfavorecidas e seus filhos (Bélgica, Luxemburgo). Entre as medidas que figuram nos planos, contam-se as seguintes:

A França irá prosseguir e reforçar programas culturais para pessoas com deficiência. O rótulo “Turismo e Deficiência” visa promover a acessibilidade de sítios turísticos e a aquisição de equipamentos destinados a pessoas com deficiência (meta: atribuição de 500 rótulos em 2003). O rótulo será também reforçado e integrado numa campanha de comunicação a nível nacional e numa exposição itinerante.

78

Document info
Document views657
Page views657
Page last viewedFri Dec 09 13:36:26 UTC 2016
Pages227
Paragraphs2435
Words105696

Comments