X hits on this document

Word document

o começo da tarde do dia 10 de maio de 1996, Jon Krakauer alcançou o cume do Everest, ... - page 120 / 128

464 views

0 shares

1 downloads

0 comments

120 / 128

No caso da turma de guiados, ficou bem claro para mim, em 1996, que poucos dos clientes (eu inclusive) tinham plena consciência da gravidade dos riscos que enfrentaríamos - da margem ultra tênue na qual a vida humana se sustém acima dos 7620 metros. Heróis sonhadores que deliram com o Everest precisam ter em mente que, quando as coisas dão errado acima da zona da morte -e mais cedo ou mais tarde elas sempre dão -, nem o melhor guia do mundo consegue salvar a vida de um cliente; na realidade, como ficou provado com os acontecimentos de 1996, os melhores guias do mundo às vezes são impotentes para salvar até sua própria vida. Quatro de meus companheiros morreram não tanto porque os sistemas de Rob Hall tivessem falhas - na verdade, ninguém poderia tê-los preparado melhor - e sim porque falhar, no Everest, faz parte da natureza dos sistemas, e de forma violenta..

No meio de todo esse raciocínio póstumo, é fácil perder de vista o Fato de que escalar montanhas jamais será um empreendimento seguro, previsível e regido por regras rígidas. Trata-se de uma atividade que idealiza os riscos; as figuras mais celebradas do esporte são sempre aquelas que mais arriscam seu pescoço e saem vencedoras. Os alpinistas, como uma espécie, não são dotados de um excesso de prudência. E isso é especialmente verdadeiro para aqueles que escalam o Everest: quando se vêem diante da oportunidade de chegar ao pico mais alto do mundo, como mostra a história, as pessoas abandonam os julgamentos racionais com surpreendente rapidez. "Algum dia", adverte Tom Horbein, 33 anos depois de sua escalada da crista oeste, "o que houve no Everest esta temporada vai acontecer de novo."

Como prova de que pouquíssimas lições foram aprendidas com os erros do dia 10 de maio, não é preciso olhar muito mais longe do que o que houve no Everest nas semanas imediatamente seguintes.

No dia 17 de maio, dois dias depois que a equipe de Hall abandonou o acampamento-base, do lado tibetano da montanha um austríaco chamado Reinhard Wlasich e um companheiro húngaro, escalando sem oxigênio suplementar, alcançaram o acampamento avançado a 8300 metros, na crista nordeste, onde ocuparam uma das barracas abandonadas pela malfadada expedição de Ladakh. Na manhã seguinte, Wlasich queixou-se de que se sentia mal, em seguida perdeu a consciência; um médico norueguês, que também estava presente, determinou que o austríaco estava sofrendo de edemas cerebral e pulmonar. Embora o médico tenha administrado oxigênio e medicação, por volta da meia-noite Wlasich estava morto.

Enquanto isso, no lado nepalês do Everest, a equipe da IMAX, de David Breashears, reuniu-se e pesou as opções. Uma vez que tinham 5,5 milhões de dólares investidos no projeto do filme, havia um belo incentivo para permanecer na montanha e tentar chegar ao topo. Com a presença de Breashears, Ed Viesturs e Robert Schauer, eram sem dúvida alguma a equipe mais forte e competente na montanha. E apesar de terem dado metade de seu suprimento de oxigênio para ajudar o pessoal do resgate e os alpinistas necessitados, conseguiram, na seqüência, arranjar oxigênio suficiente com as expedições que estavam saindo da montanha, substituindo assim boa parte do que haviam perdido.

Paula Barton Viesturs, mulher de Ed, estivera monitorando o rádio como gerente do acampamento-base da IMAX quando houve o desastre de 10 de maio. Amiga tanto de Hall quanto de Fischer, ficou arrasada; e imaginou, depois da tragédia, que a equipe da IMAX logo iria dobrar as barracas e voltar para casa. Aí ouviu uma conversa de rádio entre Breashears e um outro alpinista, na qual o líder do grupo da IMAX dizia, muito casualmente, que sua equipe pretendia tirar uns dias de descanso no acampamento-base e depois partir para o cume.

"Depois de tudo que tinha acontecido, eu não podia acreditar que eles fossem subir", Paula admite. "Quando ouvi a conversa pelo rádio, perdi o controle." Estava tão perturbada que saiu do acampamento-base e andou até Tengboche, onde passou cinco dias para se recuperar do choque.

No dia 22 de maio, uma quarta-feira, a equipe da imax chegou ao colo sul com um tempo perfeito e partiu aquela noite mesmo para o topo. Ed Viesturs, que tinha o papel principal no filme, chegou ao cume às 11h00 da manhã de quinta-feira, sem usar oxigênio suplementar. (43) Breas­hears chegou vinte minutos depois, seguido por Araceli Segara, Robert Schauer e Jamling Norgay — filho do primeiro sherpa a escalar o Everest, Tenzing Norgay, e o nono membro do clã Norgay a chegar ao topo. Dezesseis alpinistas chegaram ao cume aquele dia, inclusive o sueco que fora de bicicleta de Estocolmo até o Nepal, Gõran Kropp, e Ang Rita Sherpa, cuja escalada marcou sua décima visita ao

Document info
Document views464
Page views592
Page last viewedSat Dec 03 10:03:34 UTC 2016
Pages128
Paragraphs1519
Words87495

Comments