X hits on this document

243 views

0 shares

0 downloads

0 comments

30 / 80

Utilization patterns of surf zone inhabiting fish from beaches in Southern Brazil

F A B I A N A C . F É L I X 1 , H E N R Y L . S P A C H 2 , P I E T R O S . M O R O 3 , R O B E R T O S C H W A R Z J R . 1 ,

5 CESAR SANTOS 1, CARLOS W. HACKRADT 4 & MAURÍCIO HOSTIM-SILVA

1 Pós-Graduação em Zoologia, Departamento de Zoologia, Universidade Federal do Paraná, CEP: 81531-980, Cx. Postal 19020, Curitiba, PR, Brasil. Corresponding author: felixfabiana@ufpr.br. Centro de Estudos do Mar – UFPR. Av. Beira Mar s/n, CEP: 83255-000, Cx Postal 50002, Pontal do Paraná, PR, Brasil. Universidade Federal do Ceará – UFC. Av. da Universidade, 2853, CEP: 60020-181, Fortaleza, CE, Brasil. Pós-Graduação em Ecologia e Conservação, Setor de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Paraná, CEP 81531-980, Cx Postal 19031, Curitiba, PR, Brasil. Universidade Vale do Itajaí – UNIVALI. Rua Uruguai 458, CEP: 88302-202, Itajaí, SC, Brasil. 2 3 4 5

Abstract. The ecological role of sand beaches as nursery ground for fish, by providing refuge, food and protection, was sustained in this work given the dominant presence of juvenile fish, which corresponded to 98% of total capture. These habitats could be considered accessory areas for transient fish fauna such as anchovies (Anchoa lyolepis and Anchoa tricolor) and herrings (Sardinella brasiliensis) from close by estuarine regions. These species presented an increase in size during the study period, which indicates the nursery function of the area. Other species, such as juveniles of Trachinotus carolinus and Menticirrhus littoralis displayed evidence of strong site-fidelity, and remained in the surf zones the entire year. Harengula clupeola showed the most defined growing pattern, and apparently, bigger individuals move offshore to reproduce in January, while they are recruited back in February. The abundant food supply provided by the many small-size species also attracts the visit of predators such as Pomatomus saltatrix, which doubled its size during the present study. In conclusion, the evolutionary patterns of recruitment and reproduction established in accordance with seasonal fluctuations have made sand beaches important spatial resources for many fish species, which comprise the lower levels of marine food webs, and are consequently essential for the environmental health.

Key words: Sand beaches, ichthyofauna, nursery, recruitment, reproduction, Pontal do Sul.

Resumo. Padrões de utilização de peixes da zona de arrebentação de praias no sul do Brasil. A importância ecológica de praias arenosas como locais de criação para peixes provendo refúgio, alimento e proteção é sustentada neste trabalho devido a presença quase exclusiva de juvenis que corresponderam a 98% da captura total. Esses habitats podem ser considerados áreas acessórias às espécies transientes como as manjubas (Anchoa lyolepis e Anchoa tricolor) e sardinhas (Sardinella brasiliensis) as quais apresentaram incremento no tamanho durante o período deste estudo, indicando a função de berçário. De forma oposta juvenis de Trachinotus carolinus e Menticirrhus littoralis parecem apresentar fidelidade local às zonas de arrebentação que são extensivamente utilizadas por juvenis durante todo o ano. Harengula clupeola apresentou o mais definido padrão de crescimento no qual em janeiro indivíduos maiores aparentemente se movem para fora da costa para se reproduzirem, com os recrutas retornando em fevereiro. A grande abundância de alimento provida por espécies de pequeno porte também atraem predadores como Pomatomus saltatrix que dobrou de tamanho durante este estudo. Como conclusão os padrões evolutivos de recrutamento e reprodução estabelecidos em sincronia com flutuações sazonais tornaram as praias importantes recursos espaciais para muitas espécies de peixes que compõe estágios iniciais da cadeia alimentar marinha e conseqüentemente essenciais à saúde ecossistêmica.

Palavras-chave: Praias arenosas, ictiofauna, berçário, recrutamento, reprodução, Pontal do Sul.

Pan-American Journal of Aquatic Sciences (2007) 2 (1): 27-39

Document info
Document views243
Page views243
Page last viewedFri Dec 09 10:23:07 UTC 2016
Pages80
Paragraphs4377
Words44828

Comments