X hits on this document

452 views

0 shares

0 downloads

0 comments

106 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

corrente, nessa época largamente difundidos pela pregação cristã. Assim, poderíamos distinguir no léxico eteriano umas formas preferentemente clássicas outras clássico-vulgares, ou mesmo vulgares. Para ressaltar a oposição (ou, talvez melhor, a preferência) assinalamos com freqüência zero a forma não empregada por Etéria:

aequor, pelagus

tellus

ager

lorum

pulcher

magnus

ualidus

alius

omnis

edere (esse)

potare

ferre

domus

fluere

ianua

lápis

ignis

flere

caput

etc

(0)

(0)

(2)

(0)

(13)

(4)

(0)

(47)

(194)

(0)

(2)

(4)

(17)

(2)

(0)

(11)

(4)

(0)

(10)

mare (17)

terra (27)

campus (8)

corrigia (2) (em duas transcrições bíblicas)

formosus, bellus (0)

grandis (21)

fortis (2)

alter  (4)

totus (52)

manducare (13), comedere (0)

bibere (2)

portare (2)

casa (0), mansio (23, das quais 16 no sentido de diversorium), hospitium (1)

currere (2)

fores (0)m porta (13), ostium (10)

petra (5)

focus (0)

plorare (2)

testa (0)

c) Palavras que não estão nos autores clássicos. Trata-se de inovações da língua corrente ou de empréstimos posteriores à época clássica, ou mesmo de velhas palavras populares ou dialetais, que a língua clássica não acolheu, pertencentes à língua corrente: pisinnus (3) (duas vezes como substantivo e

Document info
Document views452
Page views452
Page last viewedSat Dec 03 02:39:43 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments