X hits on this document

583 views

0 shares

0 downloads

0 comments

113 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

Há na Peregrinatio muitos exemplos de formas verbais em que –et e –it ocorrem confusamente. Sabe-se que essa confusão de –ĭ e –ĕ em sílaba final se manifesta com mais freqüência no latim vulgar a partir do século III; razão por que Väänänen entende preferível considerar influência osca os inúmeros exemplos de –es e –et, por –is e –it de formas verbais em inscrições pompeianas (Väänänen, 1963, p. -37).

Prefiro considerar os inúmeros exemplos do tipo de dicet, mittet, uadet como decorrentes da conhecida confusão que se estabeleceu no latim vulgar, a partir da época imperial, entre a 2ª e 3ª conjugações.

3. A propósito de síncope: domnae, ben(e)dicens, audistis.

3.1 Diz Väänänen que a síncope é um fenômeno de aspecto eminentemente popular e familiar. Pois bem, a Peregrinatio, texto freqüentemente classificado de “vulgar”, não atesta a síncope tão fartamente documentada, por exemplo, no Appendix Probi, em que das 227 correções, 25 se referem a esse metaplasmo. Aliás, de síncope da vogal breve em proparoxítonos só há um exemplo: domnae (23,10), escrito dõnae no Codex Aretinus. Nas demais ocorrências (domina: 7 e dominus: 67) o texto só apresenta a forma plena.

3.2 Na sua edição da Peregrinatio, Heraeus registra bendicens em 19,16 e 20,3, não sei se reproduzindo o Codex,

Document info
Document views583
Page views583
Page last viewedSat Dec 10 05:16:01 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments