X hits on this document

624 views

0 shares

0 downloads

0 comments

123 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

e) emprego confuso de formas do pronome relativo, encontrando-se o masculino pelo neutro ou pelo feminino, e o neutro pelo masculino. Note-se que os editores não são unânimes quanto à fixação de algumas dessas formas em face do Codex Aretinus, segundo depreendo do registro filológico que alguns apresentam. De qualquer forma, é certo que no latim tardio a língua popular estendera ao feminino as formas masculinas qui e quem; como também é certo que se encontra o pronome relativo neutro singular ou plural referindo-se a um antecedente de outro gênero.

Transcrevo da edição de Heraeus:

ostenditur ibi altarium lapideum, quem posuit ipse sanctus Helias ad offerendum Deo (4,2).

Si quis autem peregrinus est, nisi testimonia habuerit, qui eum nouerint, non tam facile accedet ad baptismum (45,4).

Ostenderunt etiam petram ingentem... ad quem petram iratus fregit tabulas (5,5).

Transeuntes ergo fluuium peruenimus ad ciuitatem, que appellatur Libiada, quae est in eo campo, in quo tunc filii Israhel castra fixerant (10,4).

unusquisque animosi uadent in Syon orare ad columnam illam, ad quem flagellatus est Dominus (37,1).

ut nec panem, quod liberari non potest, nec oleum gustent (28,4).

Aproveitemos para dizer que há na Peregrinatio, bem próximos dos empregos aqui referidos, exemplos de quod e qua, em que, porém, alguns autores preferem ver um advérbio ou conjunção temporal. Cito dois exemplos:

Document info
Document views624
Page views624
Page last viewedMon Jan 16 23:09:11 UTC 2017
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments