X hits on this document

510 views

0 shares

0 downloads

0 comments

127 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

reflexivo se: se acclinare, se aperire, se colligere, se dirigere, se tendere, se resumere, se plicare, etc, etc.

É muito de notar-se o largo uso da forma passiva de 3ª pessoa –tur, pessoal e impessoalmente, com verbos transitivos e com verbos intransitivos: acceditur, agitur, ambuletur, descenditur, inuenitur, proceditur, itur, subitur etc. No perfectum ocorrem muitos exemplos em que o uso clássico recomendaria o infectum do verbo esse: intratum fuerit, itum fuerit, peruentum fuerit, subitum fuerit, uentum fuerit etc.

Observaremos que, sem invalidar a interpretação de Oorde, em formas passivas do tipo scriptum est/scriptum fuit é preferível levar em conta uma velha noção, muito conhecida dos gramáticos latinos, que considera no infectum e no perfectum um presente, um passado e um futuro, associando-se, então, as categorias de aspecto e de tempo. É o caso do conhecido exemplo de César “Gallia est omnis diuisa in partes tres”. Especialmente nas constantes referências à Bíblia, parece-nos que sicut scriptum est significa “como está escrito”, quae scripta sunt “coisas que estão escritas”, em que se acentua uma verdade que permanece, independentemente de uma idéia temporal.

1.6.3 No capítulo sobre o vocabulário, falamos do gosto da língua oral pelas perífrases. Com relação aos verbos, a Peregrinatio nos oferece muitos exemplos com infinitivo: “scire debui” (45, 1-46, 1), “solent habere” (12,1), “festinat

Document info
Document views510
Page views510
Page last viewedTue Dec 06 11:35:07 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments