X hits on this document

514 views

0 shares

0 downloads

0 comments

134 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

Legitur etiam et illi locus de euangelio, ubi dicit de ascensu Domini; legitur et denuo de actus apostolorum, ubi dicit de ascensu Domini in caelis post resurrectionem.

Em 2,7: “nam posteaquam completo desiderio descenderis inde, et de contra illum uides, quod, antequam subeas, facere non potest”. É a lição de Heraeus e Franceschini-Weber. ´Pétré, seguindo Geyer, prefere potes.

A nosso ver, temos em dicit e potest igualmente exemplos de impessoalidade.

b) Em 13,1 lê-se: “ubi homo desiderium suum compleri uidet”, em que homo tem valor indefinido, como o francês on e o português antigo homem.

c) Na Peregrinatio há muitos exemplos de uma forma verbal em 2ª pessoa singular, sem contudo referir-se a um sujeito de 2ª pessoa: ingrederis (2,5), uides (2,7), subeas (2,7), descenderis (2,7), subeas (2,7). Trata-se de um emprego conhecido dos clássicos, atestado, por exemplo, em Ovídio.

5. Quanto à concordância, a Peregrinatio Aetheriae freqüentemente documenta o verbo no plural referido a um coletivo turba, multitido, populus, como também o verbo no plural referindo-se a unusquisque (25,7). Exemplos de “attractio inuersa”, atração do antecedente no caso do pronome

Document info
Document views514
Page views514
Page last viewedTue Dec 06 14:58:06 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments