X hits on this document

600 views

0 shares

0 downloads

0 comments

152 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

5,7: Item ostenderunt torrentem illum... ostenderunt etiam nobis locum, ubi... Item ostenderunt locum, ubi... Nam ostenderunt nobis etiam et illum locum...

5,8: ostenderunt etiam et illum locum nobis, ubi... Ac sic ergo singula... ostensa sunt nobis.

5,9: Nam ostensus est nobis et ille locus, in quo.

Só depois que mostraram quase tudo é que Etéria emprega outro verbo, naturalmente esperado, quase uma conseqüência do ato de mostrar, a exprimir a atitude ativa dos peregrinos que agora são os que vêem e não aqueles a quem mostravam ou é mostrado algo:

5,10: uidimus etiam in extrema iam ualle ipsa memorias concupiscentiae.

5,11: Ac sic ergo uisa loca sancta omnia...” “ ...uisis etiam et sanctis uiris...

Note-se a repetição do verbo e da construção. Note-se ainda a freqüência muitíssimo mais alta de ostendere num texto considerado “vulgar”, em contraste com o tratamento românico, francamente a favor de monstrare.

5. Outros tipos de repetição.

5.1 Repetição do tipo reduplicação (geminatio)

Um modo de falar muito comum na língua oral é a repetição do vocábulo, espécie de insistência, cujo sentido sempre se depreende com facilidade. Às vezes, porém, um claro valor intensivo ou superlativo. Ouve-se a todo momento um diálogo como este: “Como vai? –Assim, assim”. Em latim

Document info
Document views600
Page views600
Page last viewedSun Dec 11 03:11:05 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments