X hits on this document

598 views

0 shares

0 downloads

0 comments

165 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

coloquial e popular, e hoc est, mais da língua literária. Além disso, é o elemento definidor da mentalidade id est, marcante da obra, e tão agudamente observada por Spitzer (1959, p. 888).

Seria maçante transcrever todas as ocorrências. Em 25,6, porém, a repetição de id est chega a ser abusiva:

Et cum toto anno semper dominica die in ecclesia maiore procedatur, id est quae in Golgotha est, id est post Crucem, quam fecit Constantinus, una tantum die dominica. Id est quinquagesimarum per pentecosten, In Syon proceditur...

Uma análise estilística mais fina descobriria outros matizes semânticos desse id est, nem sempre apenas explicativo, como, aliás, Van Oorde já observara.

2. “Quam (quem) superius dixi”

“ut superius dixi”; “sicut superius dixi”.

A “mentalidade id est” de Etéria se manifesta noutras construções, freqüentíssimas na Peregrinatio. Trata-se de um esclarecimento, uma explicação parentética de uma afirmação anterior em forma de oração subordinada com um verbo dicendi (dicere, nominare, appelare (-i), vocare), introduzida por um pronome relativo ou uma conjunção subordinativa comparativa. Em muitos exemplos o verbo vem acompanhado de uma referência locativa por meio do comparativo superius.

Exemplos:

Document info
Document views598
Page views598
Page last viewedSun Dec 11 02:57:47 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments