X hits on this document

451 views

0 shares

0 downloads

0 comments

25 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

Língua Latina como disciplina do ciclo básico, obrigatória em dois semestres e optativa em mais dois, porém com precaríssimas possibilidades no ciclo profissional em vista da falta de mercado de trabalho no ensino pré-universitário. Então, julguei necessário reformular o ensino do latim, procurando integrar Língua Latina em planos departamentais especialmente relacionados com a Filologia Românica e os estudos diacrônicos de Língua Portuguesa. Esta programação era possível em Língua Latina III e IV, com a vantagem de vincular a pesquisa a um plano real de ensino. No magistério acho a pesquisa pela pesquisa simplesmente quimérica.

Quando apresentei o projeto só havia entre nós dois estudos sobre a Peregrinatio: as teses de Bechara e de Ênio Fonda, que comentaremos no primeiro capítulo. A tradução de Maria da Glória Novak só me chegou às mãos em fins de 71 e se antecipou à nossa (cabe bem o pronome, porque inicialmente se tratava de um projeto em grupo reunindo professores de Língua e de Literatura Latina), e de certo modo nos fez alterar as etapas do trabalho.

Outro fato que merece uma explicação: só em julho de 72, graças a um querido amigo, consegui o Lexicon Aetherianum de Van Oorde, que só conhecia de referências bibliográficas. Não adiantava prosseguir o exaustivo levantamento vocabular.

Mas, “tudo vale a pena se a alma não é pequena”. A pesquisa me fez descobrir tesouros riquíssimos... As longas

Document info
Document views451
Page views451
Page last viewedSat Dec 03 00:41:40 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments