X hits on this document

604 views

0 shares

0 downloads

0 comments

26 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

horas de leitura na biblioteca do Mosteiro de S. Bento, com a ajuda sempre afetuosa de D. Miguel, me foram de indizível proveito. O interesse e a prestimosidade de alguns amigos e alunos não só me possibilitaram a aquisição de farto material; deram-me lições que não estão nos textos. No campo estritamente profissional a pesquisa me animou a levar adiante um antigo plano (outra causa da escolha do projeto): divulgar nos nossos cursos essa preciosa literatura latina cristã, posta de lado, entre outras razões, por um velho preconceito purista que limitou o estudo do latim quase exclusivamente aos clássicos da época de Cícero e Augusto. É claríssimo que não se poderá prescindir da leitura desses autores. Mas é importantíssima, literária e lingüisticamente, a contribuição dos escritores da latinidade tardia. Entre nós parece não ter tido eco o apelo que de longa data vêm fazendo latinistas europeus e americanos no sentido de se dar à latinidade cristã e medieval o tratamento que vem merecendo a latinidade clássica.

As chamadas fontes do latim vulgar, que não são apenas tardias, têm sido matéria privativa de romanistas. Bons tratadistas reconhecem, por exemplo, no I e II séculos “grandes obras literárias”, mas lhes censuram a falta de pureza e de perfeição clássicas! O latim do período clássico tornou-se para alguns, mais que um padrão lingüístico ideal, um objeto de culto.

A pesquisa básica deu azo a outras pesquisas que vêm constituindo assuntos de cursos regulares e de extensão que

Document info
Document views604
Page views604
Page last viewedSun Dec 11 06:52:32 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments