X hits on this document

555 views

0 shares

0 downloads

0 comments

50 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

A língua de Etéria é vulgar, porque vulgar foi o termo com que se designou a língua latina dos menos cultos, a princípio, e do povo, a seguir, quando Roma principiava a perder sua influência... (p. 121 e 122);

Chamem-na como quiserem: latim vulgar, tardio ou cristão (p. 122); etc. ...

4º - O último trabalho publicado entre nós é a Peregrinação de Etéria – Liturgia e Catequese em Jerusalém no século IV: introdução, tradução do original latino e notas por Maria da Glória Novak. Comentário de Frei Alberto Beckhäuser, O.F.M. Editora Vozes Limitada, Petrópolis, RJ, 1971. Apresenta além do que o título indica, um comentário (p. 16-32) que a autora diz em nota estar baseado na Introdução de Hélène Pétré, uma bibliografia com 21 títulos, um breve glossário latino-português, três índices de óbvia utilidade e três ilustrações. Foge ao plano do nosso trabalho comentar a tradução que, diga-se de passagem, é em geral boa e de agradável leitura. Uma possível influência de Hélène Pétré, aliás confessada, não desmerece em nada o trabalho de Maria da Glória Novak, o qual passa a ser publicamente a primeira tradução em língua portuguesa dessa preciosa Peregrinatio Aetheriae.

Document info
Document views555
Page views555
Page last viewedThu Dec 08 12:45:37 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments