X hits on this document

543 views

0 shares

0 downloads

0 comments

79 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

2. Ao caracterizar o vocabulário do latim vulgar, os tratadistas costumam focalizar alguns fenômenos que os distinguem do clássico. É claro que tais fenômenos se aplicam ao latim, e não apenas ao latim vulgar. O que se pretende é frisar certas tendências que se vão generalizando na língua corrente, numa tentativa de ressaltar alguns traços relevantes na tradicional oposição clássico/vulgar.

Coseriu, por exemplo, reduz tais fenômenos fundamentalmente a dois: seleção e inovação. Na seleção a língua falada procede de duas maneiras:

a) considera menos matizes, menos sutilezas em prejuízo de outros, que abandona;

b) prefere palavras mais expressivas, de maior eficácia afetiva: jargões, imagens, formas irônicas e metafóricas; “todos sinónimos estilísticos, aunque no conceptuales” (Coseriu, 1956, p. 65).

Na inovação, a língua falada, sempre movida por impulso expressivo, procura recriar, renovar o léxico seja com os processos que a língua oferece (e no latim é particularmente importante em exame formal, semântico e estilístico da sufixação) – neologismos; seja pela incorporação de palavras estrangeiras – empréstimos formais; seja pela atribuição de novas acepções a palavras do fundo tradicional da língua – empréstimos semânticos. Trata-se aqui de um “enriquecimento semântico sem inovação formal”, realizado “par transfusion de sens”, na feliz expressão de Marouzeau (1949, p. 141).

Document info
Document views543
Page views543
Page last viewedThu Dec 08 01:11:47 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments