X hits on this document

607 views

0 shares

0 downloads

0 comments

86 / 184

CONSIDERAÇÕES SOBRE A PEREGRINATIO AETHERIAE

do latim. No período clássico formaliza-se a distinção: os nomes em –tio se constroem com genitivo objetivo e os nomes em –tus com genitivo subjetivo. Confusões freqüentes com a 2ª declinação tornavam os nomes em –tus um tanto instáveis dentro do sistema nominal e, pois, ameaçados pelos concorrentes em –tio.

Mas, além das razões métricas é preciso não esquecer uma de ordem semântica que explica a manutenção das formas em –tus, sua aceitação na alta poesia e na prosa clássica e na pós-clássica: originários, ambos os grupos, de radicais verbais, vão-se diferenciando no uso – os nomes em –tio cada vez mais vão-se prestando para a expressão do abstrato, enquanto os nomes em –tus convêm mais à expressão do concreto.

Sénéque distingue encore actus = 1’état de sujet agissant (De otio, 1,4 “in actu esse”), de actio = le fait de faire quelque chose (ibid, 4,2, “actio rerum”) (ibidem, p. 52).

Com a generalização do emprego, fixa-se e enriquece-se um tipo de declinação flutuante, a chamada 4ª declinação.

Entendemos que os falantes não atentariam sempre para a sutil distinção entre concreto e abstrato, de modo que os nomes em –tio e –tus viriam a tornar-se sinônimos. Aliás, o próprio Marouzeau diz que

Nonius, dans son chapitre De indiscretis generibus, met en regard divers substantifs en –tus et en –tio, sans voir entre eux aucune différence de sens (ibidem, p. 52).

Document info
Document views607
Page views607
Page last viewedSun Dec 11 08:22:12 UTC 2016
Pages184
Paragraphs1442
Words33413

Comments