X hits on this document

372 views

0 shares

0 downloads

0 comments

110 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

Estes esforços nestes projetos de interfaces dinâmicas são baseados na crença de que o ensino-aprendizagem é um processo construtivo, na qual o aluno constrói suas representações pessoais do mundo que o cerca [DALEY, 2001]. Esta construção interna ocorre primeiramente através de experiências idealizadas, situadas em um contexto amplo. Uma das intenções é o emprego de tecnologia para ampliar e dar maiores oportunidades para os estudantes em um contexto de experiências reais, na manufatura de sistemas e software educacionais matemáticos e assim encorajar, a transferir e conectar, a instrução baseada em sala de aula com o mundo real, tal como já descrito em Nauffal [NAUFFAL, 2001].

Projetar interfaces dinâmicas educacionais tem também como características discutir o papel do professor-aluno aliado aos métodos instrucionais, tais como os descritos na Illinois Mathematics and Science Academy [IMSA, 1998], que compara os métodos instrucionais, de aula expositiva, instrução direta, métodos de CASES, investigações baseadas em descobertas, aprendizagem centrado no problema, simulação e jogos, orientações de um especialista, e ensino baseado em problemas. Ou seja, unir métodos instrucionais inovadores em projetos de interfaces dinâmicas com ensino baseado em problemas (ou projetos), explorando tecnologias e metodologias de ensino tecnológicos simultaneamente, para fazer com que os alunos participem do processo, até evolutivo, da sociedade da “supercultura”, pela experimentação e elaboração de seus próprios instrumentos tecnológicos de ensino, uma vez que estes serão futuros professores, ou não, transformando o contexto realístico de ensino-aprendizagem, disponibilizado por estes processos colaborativos, ou seja, ao produzir software educacional ou site educativo o aluno constrói o próprio aprendizado.

Contudo, em vista do fato de que para desenvolver tecnologia é necessário despender energia, e a despeito do desejo de modificar a realidade futura pela implementação tecnológica, existem também conseqüências para o mundo natural e o meio-ambiente, como poluição e destruição de florestas e águas, entre outras grandes questões interelacionadas, que determirão perspectivas e situações-problema futuras a serem analisadas.

Referências

CORTELAZZO, I. Computador para a Interação Comunicativa, Comunicação & Educação. AnoV, [16]:19-25, set.dez., 1999.

Document info
Document views372
Page views372
Page last viewedSat Dec 03 03:03:31 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments