X hits on this document

459 views

0 shares

0 downloads

0 comments

123 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

o projeto EDUCOM7 com o objetivo de criar centros de pesquisa sobre informática na educação na formação de profissionais e com o software LOGO. O projeto FORMAR envolveu as universidades na formação de especialistas na área de informática na educação, que seriam os multiplicadores em seus respectivos estados da união. No final da década de 80 surgiu o projeto PRONINFE objetivando a continuidade da informática na educação criando laboratórios e centros para a capacitação dos professores. Entretanto esses projetos aconteceram em situações pontuais e estratégicas.

No entanto, um outro movimento se apresenta fora das instituições escolares, pressionadas pelo mercado de trabalho. É o surgimento de escolas de informática básica, como windows, Word, Excel, Power Point e outros aplicativos cujo enfoque era o saber usar a informática. Neste contexto surgem empresas que davam assessoria às escolas particulares e em alguns casos à escola pública para a implantação da informática. Difunde-se a idéia de que a informática instrumental compõe o rol das habilidades e competências básicas para o sujeito enfrentar o mundo globalizado.

Um outro movimento que acontece concomitantemente segundo SIMÃO NETO (2002) é o grande investimento em softwares chamados de educativos, com a proposta de integrar um trabalho nos laboratórios de informática com as disciplinas curriculares proporcionando ao educando a construção de conhecimento. Muitos softwares educativos foram questionados e classificados abertos, semi-abertos e fechados por terem tecnicamente um encaminhamento de uso com subsídios teóricos explicitados de tradicionais, em que muitos desses tinham com o aluno uma relação de estímulo e resposta. O uso em maior escala de softwares educativos valida-se nas escolas particulares. O que se percebeu foi uma euforia com as possibilidades do uso do recurso e esta mesma foi se desgastando quando os softwares em si não “davam conta” da relação ensino-aprendizagem, pois em muitas escolas os softwares foram utilizados sem um conhecimento tanto técnico como teórico por parte dos profissionais da educação, acontecendo assim, um desapontamento quanto ao uso de softwares na educação.

Com essas preocupações e experiências acumuladas quanto a informática educativa, em 1997 é criado pelo governo federal do Brasil o projeto PROINFO, com a distribuição de computadores para escolas públicas do Ensino Fundamental e criação

7 EDUCOM – Computadores na Educação; FORMAR – cursos de especialização em Informática em Educação; PRONINFE – Programa Nacional de Informática na Educação; PROINFO – Programa de Informática Educativa.

Document info
Document views459
Page views459
Page last viewedThu Dec 08 03:05:00 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments