X hits on this document

374 views

0 shares

0 downloads

0 comments

135 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

Na utilização do computador nas atividades pedagógicas e curriculares, há necessidade de um conhecimento prévio dos recursos tecnológicos, mas não necessariamente que eles sejam estudados com muita profundidade, mesmo porque é impossível estudá-los até um ponto de ter um completo domínio, pois as alterações acontecem muito rapidamente. Esse conhecimento antecipado visa entender e escolher aqueles que se adequam aos propósitos educacionais.

Ao fazer uma análise sobre  o processo ensino-aprendizagem e o conhecimento pessoal intuitivo e uma analogia com os dois hemisférios cerebrais, PAPERT (1994) diz que “no que tange a pensar sobre a aprendizagem, quase todos nós utilizamos o hemisfério cerebral da Escola, que pensa que a Escola é o único modo natural de aprender, e um hemisfério pessoal, que sabe perfeitamente que ela não o é” (p. 32). Na continuidade do raciocínio, ele apresenta um argumento que serve de pista para a escolha da metodologia, quando diz: “Uma segunda estratégia para fortalecer o lado pessoal e romper com o golpe de gravata do hemisfério escolar é desenvolver uma metodologia para a reflexão sobre casos de aprendizagem bem-sucedida e especialmente sobre nossas próprias melhores experiências de aprendizagem” (p. 32).

É perfeitamente sabido que fora da escola se encontram situações, procedimentos, modelos, ambientes e outros pontos, nos quais é possível haver aprendizagem. Na experiência de cada um e no contexto cultural e social há momentos e espaços ricos para a utilização em atividades pedagógicas, que podem ser considerados cenários propícios para a aquisição e construção do conhecimento. Esses pontos devem ser considerados em qualquer abordagem metodológica.

Isto chama a atenção para uma ação integrada, em que professores de várias áreas do conhecimento possam interagir em atividades comuns, tanto interdisciplinar, como transdisciplinarmente.

Na cultura pode-se encontrar mais subsídios em que se pode relacionar a tecnologia com a educação, num trabalho que pode ser considerado adequado para o processo pedagógico. Neste sentido, considere-se o seguinte:

No entanto, qualquer que seja sua modalidade, a cultura é uma reflexão sobre o resultado de determinado campo. Desta forma, um iletrado pode ter um grau de cultura pela sabedoria da prática e julgamento sobre as situações. Ter experiência, portanto, e refletir sobre a experiência – eis o princípio fundamental da cultura. Do ponto de vista técnico, é a conquista da reflexão sobre o campo de práticas e de saberes. É a capacidade de utilização de ferramentas com conhecimento próprio,

Document info
Document views374
Page views374
Page last viewedSat Dec 03 07:09:27 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments