X hits on this document

386 views

0 shares

0 downloads

0 comments

161 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

pela satisfação de suas ilimitadas necessidades. Sendo as necessidades ilimitadas, o conflito se estabelece diante da lei da escassez dos bens ofertados pela natureza na sua condição de limitados e finitos(PINHO;VASCONCELOS, 2001, p.12-13). Portanto, a utilização racional destes recursos coloca-se como condição vital para a sustentabilidade da espécie humana, evitando que a natureza e o homem entrem em vias de colisão.

Conclui-se que, a noção de economia da sustentabilidade pode parecer como mais uma adição ao rol de termos inacessíveis aos leigos; como a expressão do modismo desencadeado pela  ênfase sobre o “verde” e ainda, como uma inovação vocabular.

Talvez ela seja tudo isso, mas seu sentido é claro “trata-se de uma preocupação justificada com o processo econômico na sua perspectiva de fenômeno de dimensão irrecorrivelmente ecológica sujeita a condicionamentos ditadas pelas leis fixas da natureza, da biosfera” ( CAVALCANTI, 1994, p.17).

Assim, o debate sobre tais questões no âmbito da pedagogia, busca subsidiar a compreensão da temática de educação ambiental, na medida que a educação ambiental esta inserida como conteúdo curricular no contexto dos temas transversais no Parâmetros Curriculares Nacionais – PCNs, sendo, portanto, um desafio pedagógico significativo a ser considerado na gestão da educação.

Referências

CASCINO, F.. Educação Ambiental. São Paulo: Senac,1999.

CAVALCANTI, C.. Desenvolvimento e Natureza. Estudos para uma sociedade sustentável. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

DIAS, G. F.. Educação Ambiental – princípios e práticas. São Paulo: Gaia, 1992.

LEFF,E.. Epistemologia ambiental. São Paulo: Cortez, 2001.

______. Educação Ambiental e desenvolvimento Sustentável . in: REIGOTA,M. (org). Verde Cotidiano e o meio ambiente em discussão. São Paulo: DP e A, 1999.

PINHO, D. B..; VASCONCELOS, M. A. S..(Org.). Manual de Economia. São Paulo: Saraiva, 2001

REIGOTA, M.. Verde Cotidiano e o Meio Ambiente em Discussão. São Paulo: DP e A, 1999.

Document info
Document views386
Page views386
Page last viewedSat Dec 03 17:46:50 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments