X hits on this document

456 views

0 shares

0 downloads

0 comments

174 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

Ora, esse salutar nível de exigência para uma prática pedagógica que ultrapasse a visão puramente instrumental, resumida à transmissão de conhecimentos e ao tarefismo de “dar aulas”, precisa influenciar os programas oficiais de formação, a se considerada em toda a sua complexidade. Do contrário, a sensação que aos poucos vai se consolidando é de que novas e mais complexas atribuições são delegadas aos professores, sem que sejam acompanhadas das condições objetivas de realizá-las. Se, por um lado, esse grau de responsabilidade fortalece e revigora a função social do magistério e da própria escola, por outro, se não for muito bem articulado, poderá gerar fortes e perigosos sentimentos de frustração e de impotência.

A esse respeito, vale destacar uma das inúmeras contradições que violentam a prática profissional e a formação dos profissionais das educação na conjuntura educacional brasileira: no momento em que o ato educativo se torna mais complexo e as exigências de escolarização mais presentes, ocorre um certo emprobrecimento cultural e reduzem-se as metas e os objetivos da formação docente, evidenciando grande descompasso entre as políticas de formação e os objetivos proclamados de melhorar a qualidade da educação pública. ( Küenzer, 1999)

Para concluir.

Conhecimento e verdade devem caminhar juntos para poderem vivenciar uma sociedade justa e emancipada. A ciência, que é uma conquista social, é imprescindível para o desenvolvimento de uma sociedade emancipada.  Portanto, os conhecimentos que se “ensinam” e que se “aprendem”, através dos profissionais da educação, não são fruto de uma ação subjetiva; antes, são resultado de um processo de produção social e coletiva.

As pesquisas realizadas e em desenvolvimento coincidem em descrever o professor como uma pessoa condenada a fazer mal seu trabalho,  já que nos últimos anos acumulou sobre suas costas a quantidade de responsabilidades, sem as contrapartidas correspondentes para poder cumpri-las, que profissionalmente se encontra esgotado, faltando-lhe tempo material para cumprir tudo aquilo que considera dever e tudo aquilo que lhe imposto.

Valorização do magistério: “violência simbólica” ou “estratégia política”? Contata-se que o proclamado não é realizado. Trata-se, portanto,  de uma estratégia

Document info
Document views456
Page views456
Page last viewedThu Dec 08 01:03:43 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments