X hits on this document

401 views

0 shares

0 downloads

0 comments

175 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

política que vem desgastando  e precarizando os profissionais  da educação desde a sua formação às suas condições de trabalho, violentando e estressando sua vida e sua profissão. Trata-se, por isso, também,  de uma “violência simbólica” porque, ao precarizar-se a formação dos profissionais da educação  não fornecendo-lhes as condições dignas de trabalho, sob um discurso de “valorização do magistério” uma política é exercida, diretamente sobre a consciência tendente a transformá-la ou a orientá-la numa direção mediante o debilitamento ou destruição de suas defesas, no sentido de realizar “o necessário”.

A moral política não pode cair do céu; não está inscrita na natureza humana. não há ação política mais realista ( pelo menos para intelectuais) do que aquela que, dando força política à crítica ética, pudesse contribuir para o advento de campos políticos capazes de favorecer, pelo seu próprio funcionamento, os agentes dotados das disposições lógicas e éticas universais. (Bourdieu, 1997).

A moral só tem alguma oportunidade de futuro, particularmente em política, se trabalharmos pela criação dos meios institucionais de uma política da moral num trabalho de desvelamento, de desencantamento, de desmistificação que nada tema de desencantador, pelo contrário: só pode, com efeito, ser cumprido em nome dos próprios valores que se encontram na origem da verdadeira crítica do desvelamento de uma realidade em contradição com as normas oficialmente professadas, isto é, igualdade, fraternidade, sinceridade, desinteresse, altruísmo, em suma, tudo aquilo que caracteriza a virtude civil. Nisto consiste o verdadeiro encantamento do exercício da profissão, pautado na verdade e na construção coletiva do bem comum.

Referências:

ALENCAR, Eunice Soriano de, A gerência da criatividade, São Paulo: Makron Books, 1997.

ANDRADE, F.C. B.  Conceito de violência na filosofia política: formação e principais paradigmas. Temas em Educação, nº 7/8, 1999

ASSOCIAÇÃO NACIONAL PELA FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO. Documento Final do IX Encontro Nacional. Campinas, 1998.

BERSTEIN, Basil, A estrutura do discurso pedagógico, RJ, Vozes,1997.

Document info
Document views401
Page views401
Page last viewedSun Dec 04 23:40:13 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments