X hits on this document

422 views

0 shares

0 downloads

0 comments

24 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

A desigualdade é uma condição em relação a um parceiro determinado, ambos imbuídos numa dinâmica comum.  

Seria então de pensar que existe uma ordem vigente, uma ordem legal, econômica, social que se diz representante da racionalidade, como analisa Touraine (1992) chamada por ele de ordem do poder. Esta ordem se diz portadora da racionalidade pelo fato de agir de conformidade com parâmetros convencionais regidos pelos rigores ditos científicos, como é o caso da técnica. Centrada na idéia da racionalidade única e universal, para esta ordem, a direrença é no mínimo indiferente, ou ainda inconveniente. A concepção do relativismo se contrapõe à ordem vigente por fazer uma tentativa de reconhecer cientificamente a diferença, não apenas no âmbito de segmentos sociais mas até mesmo no que se refere ao método científico. A tentativa da ordem do poder nunca é a do reconhecimento da diferença como a relativização da verdade, mas sempre a de considerar o Fora e procurar integrá-la Dentro. O fator tecnológico é um importante elemento utilizado como referência, pela ordem do poder, para medir a racionalidade e medir o Fora e o Dentro. O conhecimento tecnologico, originado nos meandros da ciência convencional, também funciona como instrumento para tornar iguais os diferentes.

Em síntese, o modo de o Estado tratar as diferenças, não as considerando como tais, mas no sentido de as homogeneizar a partir de um padrão referencial do momento, pode excluir de vez os sujeitos sociais do contexto social constituído, como é o caso do direito à participação na esfera produtiva e dos direitos sociais básicos, como é o caso da escola.

Como denominar as pessoas que não conseguiram acompanhar a escola pelo fato de não se enquadrarem no perfil homogêneo por ela exigido ou por não alcançar ao padrão homogêneo exigido de absorção do conhecimento? Como denominar o trabalhador que perdeu o seu emprego porque não tinha o conhecimento técnico exigido pelo mercado de trabalho? Como denominar o camponês que teve que abandonar o seu meio tradicional e autônomo de sobrevivência porque não absorveu os conhecimentos técnicos de produção exigidos pelo mercado? Trata-se de pessoas excluídas?

Conclusão

O conhecimento tecnológico se constituiu sempre, durante todas as fases históricas da sociedade humana, de um importante fator de inserção social, quer seja

Document info
Document views422
Page views422
Page last viewedTue Dec 06 14:39:57 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments