X hits on this document

518 views

0 shares

0 downloads

0 comments

37 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

Informática e educação

O computador, a linguagem digital e as redes de computadores, mais especificamente, a Internet, abrem infinitas possibilidades para os professores pesquisadores. As redes comunicacionais podem ajudar as pessoas se aproximarem e/ou acessarem bancos de dados e repositórios de informação, quebrando os limites e as  barreiras de tempo e espaço. Mas não basta dar-lhes competência no acesso às informações. É fundamental que se lhes desenvolvam critérios para buscar, selecionar,  tratar e divulgar as informações em forma de conhecimento reelaborado. Jarbas Novelino Barato, que trabalha há mais de 15 anos com as tecnologias em educação, chama a atenção para o fato de que só a existência de redes que permitem acesso a qualquer tipo de informação não significa melhorar a educação, “Para que haja educação”, diz Barato, “é preciso muito mais do que uma massa formidável de informações imediatamente acessíveis: é preciso que haja elaboração do saber, considerando o jogo da interatividade entre conhecimento, informação e ação humana”(2002, p. 109)

Ao se falar de novas tecnologias, pensa-se imediatamente, em computadores e redes de computadores e muitos confundem computadores e informática. Projetam informatizar as escolas e, novamente, preocupam-se apenas com a infra-estrutura, com a introdução de computadores nas escolas, sem se preocupar que sistemas informacionais estarão sendo introduzidos e trabalhados.

A informática é potencializada pelos computadores, mas não pode se resumir à sua introdução nas escola. A Informática  é a ciência do tratamento automático da informação que tem por objetivo a conservação dos conhecimentos e sua comunicação4. Nilson José Machado enfatiza que o que não se pode deixar de lado é, exatamente, a preocupação com a “natureza informacional dos conteúdos escolares ou as características de controle do sistema escolar, além de outros ingredientes de uma cultura informática em sentido amplo” (Machado, 1996, p.235-236). A sedução ou o repúdio que as tecnologias provocam nas pessoas não deve se sobrepor à necessidade de se entender e se trabalhar com as questões subjacentes ao emprego dessas tecnologias.   As tecnologias devem ser introduzidas na escola a serviço do projeto pedagógico da  instituição e de princípios e valores fundamentais para a realização de uma vida

4 Tradução da definição encontrada no Dictionaire du Français Contemporain (p. 631), que melhor corresponde ao que entendo por Informática..

Document info
Document views518
Page views518
Page last viewedSun Dec 11 06:30:14 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments