X hits on this document

377 views

0 shares

0 downloads

0 comments

79 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

o planejamento do governo militar. Nestes anos ocorreram os movimentos populares e trabalhistas que simbolizam a luta pela reconquista da cidadania. Os movimentos populares (especialmente até meados da década de 80) surgiram com características novas, propondo uma relação menos clientelística com as agências do Estado e, por isso mesmo, desafiando a capacidade deste de atender ou incorporar as reivindicações, vindo a provocar o aumento das fissuras no sistema político e econômico de então. Tais movimentos foram organizados em torno, principalmente, da ala progressista da Igreja Católica (ligada à Teologia da Libertação e atuando nas Comunidades Eclesiais de Base-CEBs). Dentre eles destacamos o Movimento do Custo de Vida (MCV, mudando, depois, para MCC - Movimento Contra a Carestia), iniciado em 1974 e cujo pico mobilizador foi em 1978 e, neste mesmo ano, o movimento operário passou a ser conhecido dentro e fora do país, a partir das greves no ABC paulista (DOIMO, 1993).

Na USP e na UNICAMP parte das teses e dissertações sobre o movimentos sociais foram realizadas no “calor da hora”, uma vez que, a maioria destas pesquisas, concluídas nos anos 70, abordaram os movimentos de trabalhadores e o popular.

Cabe destacar que os trabalhos sobre movimento popular discorreram sobre as demandas por equipamentos escolares (especificamente creches e escolas de 1o. grau) habitação; transporte; saúde; equipamentos e serviços de consumo coletivo.

Década de 80. Um marco importante da década é o movimento das Diretas-Já (1984), para que fosse aprovada a emenda Dante de Oliveira, que versava sobre eleições diretas para presidente. Apesar do movimento, houve a passagem indireta do governo militar para o civil. Somente em 1989, 25 anos depois de instalado o regime militar, a população elegeu diretamente o Presidente da República. Em 1988, após um processo constituinte que volta a mobilizar setores organizados da sociedade, é elaborada a nova Constituição. Nela estão inscritos avanços consideráveis em relação aos direitos sociais e políticos. Entretanto, para o Brasil e para um grande número de países, esta década foi marcada “por forte recessão econômica, empobrecimento do Estado e de amplas camadas da população” (AVELAR, 1994, p.53). Inclusive no mundo capitalista desenvolvido, problemas como pobreza, desemprego em massa, miséria e instabilidade, que pareciam ter sido eliminados há uma geração, reapareceram depois de 1973 e, “na década de 80 muitos dos países mais ricos e desenvolvidos se viram outra vez acostumando-se com a visão diária de mendigos nas ruas, e mesmo com o espetáculo

Document info
Document views377
Page views377
Page last viewedSat Dec 03 09:44:54 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments