X hits on this document

407 views

0 shares

0 downloads

0 comments

9 / 176

PEDAGOGIA EM DEBATE ON LINE – TEXTOS   Livro Virtual

Este pensamento, consolida-se com o de Eugenia Puebla, em seu livro “Educar com o coração”  (1997, p. 21) que diz: “só sobreviveremos se aprendermos a elaborar um novo paradigma, no qual cooperar seja mais importante do que competir, a igualdade de oportunidades, uma realidade e não um mero enunciado, e em que construamos pontes de união entre os pensamentos e as ações, sem limitar-nos ao nosso relativo ponto de vista”.

A pergunta se repete e a questão continua:  que noções de saber e que formas de aprender são necessárias para tal projeto?  Como aprender e ensinar a aceitação do outro para poder cooperar e aceitar a cooperação? “Cada vez mais os fenômenos mais importantes são simultaneamente econômicos, políticos e culturais.” (SANTOS, 2000, p. 39).

O Estado do Brasil, através das suas novas leis vai traçando  novos paradigmas. A Escola e a Família vêem como primordial  aplicá-las? Como desenvolver teorias que privilegiem a abertura dos horizontes de possibilidades e a criatividade da ação?  

Este texto não esgota o assunto, nem é esta sua intenção. Mas, sim,  levantar questões pertinentes, em cuja busca de respostas e soluções, muito há que se discutir nas salas de aula do Curso de Pedagogia em particular, e, por que não, nos cursos de formação de professores em geral. A procura de  uma praxis consciente,  crítica e  condizente com o atual momento histórico e social de nosso país, repensada sobre o terreno fértil dos “clássicos”,  certamente ajudará a olhar a realidade, a refletir sobre ela, a analisá-la.  Partindo-se daí talvez seja possível situar uma ação política pedagógica que abra caminhos para o estabelecimento de fecundas articulações entre a “Escola e a Família”.  

Por certo, os Fundamentos da Educação embasam os profissionais da educação para “compreender por que as coisas são como são e como vieram a se tornar assim; [para] tornar o familiar estranho e o estranho familiar.” (CLIFFORD, 1981;  CLIFFORD  e MARCUS, 1986; MCLAREN, 1987, apud GIROUX e SIMON, 1999, p. 99).   

Vemos, a exemplo de GIROUX, (1999, p. 97) “a Pedagogia como um esforço deliberado para influenciar os tipos e os processos de produção de conhecimentos e identidades em meio a determinados conjuntos de relações sociais e entre eles”.

Document info
Document views407
Page views407
Page last viewedMon Dec 05 12:57:13 UTC 2016
Pages176
Paragraphs1648
Words55761

Comments